Qual a ordem de votação nas Eleições 2022? Aprenda como votar com o simulador do TSE

Nas eleições de 2022 são escolhidos os cargos de deputado estadual, governador, deputado federal, deputado distrital, um senador e presidente da República
Urna eletrônica: em 2022 estão em disputa cinco cargos (Fábio Pozzebom/Agência Brasil)
Urna eletrônica: em 2022 estão em disputa cinco cargos (Fábio Pozzebom/Agência Brasil)
D
Da Redação

Publicado em 27/09/2022 às 17:25.

Última atualização em 27/09/2022 às 18:50.

Nas eleições de 2022 são escolhidos os cargos de deputado estadual, governador, deputado federal, deputado distrital (para quem mora no Distrito Federal), um senador e presidente da República. O segundo turno é somente para cargos de governador e presidente, caso nenhum candidato atinja 50% mais um dos votos válidos.

O primeiro turno está marcado para o dia 2 de outubro, e o segundo turno é no dia 30 de outubro. Diferentemente de outros anos, para esta eleição, o fuso horário para a votação é um só em todo o país, o de Brasília, das 8h às 17h. 

Qual a ordem da votação nas eleições 2022

  • Deputado federal: quatro dígitos
  • Deputado estadual ou distrital: cinco dígitos
  • Senador: três dígitos
  • Governador: dois dígitos
  • Presidente: dois dígitos

Aprenda a votar com simulador

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou um simulador para o eleitor testar como será o dia da eleição. A proposta do TSE é fornecer ao eleitor uma experiência de estar diante da urna eletrônica como no dia da eleição, mas respeitando o seu ritmo e permitindo que repita várias vezes o voto, que explore as possibilidades de voto em um candidato, de voto branco, de voto nulo, de voto de legenda e que corrija seu voto quantas vezes forem necessárias.

Há a possibilidade de simular exatamente como vai votar, levando em conta o local do domicílio eleitoral. Para acessar, clique aqui.

Quem é obrigado a votar

O voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para maiores de 16 anos e menores de 18 anos; maiores de 70 anos; e, analfabetos.

Quais documentos preciso levar

É necessário levar apenas um documento de identificação oficial com foto. A apresentação do título eleitoral no dia do pleito não é obrigatória. São aceitos como documento a identidade, a carteira de motorista com foto, o certificado de reservista, a carteira de trabalho, o passaporte e a identidade funcional emitida por órgão de classe. Esses documentos podem ser usados ainda que a data de validade esteja vencida. As certidões de nascimento ou de casamento, no entanto, não valem como prova de identidade na hora de votar.

Pode votar com a camiseta do candidato?

De acordo com a lei eleitoral, ao chegar para votar, o eleitor pode manifestar a convicção político-ideológica de forma individual e silenciosa. Isso significa que é permitido o uso de bandeiras, broches, adesivos e camisetas com os símbolos ou números de candidatos.

LEIA TAMBÉM: O que pode e o que não pode no dia da votação?

Como saber o número do título de eleitor

Para saber o número do seu título de eleitor e o local de votação, basta acessar o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e preencher o formulário com os dados necessários. Outra forma é usar o aplicativo e-Título, disponível para Android e iOS. No dia da eleição, se souber o local de votação, não é necessário levar o título, basta um documento de identificação com foto.

LEIA TAMBÉM: Em SP, Lula tem vantagem no eleitorado feminino, e Bolsonaro no masculino

Onde achar meu local de votação

Para consultar o seu local de votação, acesse título e local de votação no site do TSE. Preencha seus dados em todos os campos. Depois, escolha consultar pelo nome ou pelo título de eleitor. Vale ressaltar que é necessário que os dados informados estejam conforme o cadastro eleitoral, ou seja, de acordo com os dados fornecidos na emissão do seu título de eleitor. Você também pode baixar o e-Título (Android e iOS) e encontrar essas informações.

Como justificar ausência do voto

Quem estiver fora do domicílio eleitoral no dia do pleito pode utilizar o e-Título (Android e iOS) para justificar a ausência às urnas, sem a necessidade de se deslocar para apresentar o requerimento. Essa funcionalidade estará disponível nos dois turnos, durante o horário da votação, das 8h às 17h.

Quem não puder justificar a ausência no dia da eleição tem o prazo de até 60 dias após cada turno para regularizar a situação eleitoral sem o pagamento da multa. Os canais para realizar o procedimento online são o e-Título e o Sistema Justifica. Nesse caso, além de preencher o requerimento, é necessário anexar documentos que comprovem o motivo alegado, pois a justificativa não é automática e poderá ser ou não concedida pelo juiz eleitoral.

Quem são os candidatos

Presidente

O cenário da disputa pela Presidência da República tem 11 nomes que se colocaram como opção para assumir o Palácio do Planalto. Os três que mais pontuam nas pesquisas de intenção de voto são o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

Ainda são candidatos Eymael (Democracia Cristã), Felipe D’Ávila (Novo), Leonardo Péricles (Unidade Popular), Padre Kelmon (PTB), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil), Sofia Manzano (PCB), e Vera Lúcia (PSTU). Veja o perfil de todos os candidatos a presidente.

LEIA TAMBÉM: Quais são os números dos candidatos à Presidência nas urnas em 2022

Candidatos ao governo por estado

(Com TSE)