Pop

Doença do Justin Bieber: conheça os primeiros sinais da síndrome diagnosticada no cantor

A síndrome é causada pelo vírus varicela-zoster, o mesmo da catapora e da herpes-zoster

Justin Bieber. (Kevin Mazur/AMA2020/Getty Images)

Justin Bieber. (Kevin Mazur/AMA2020/Getty Images)

Na última semana, o cantor Justin Bieber publicou um vídeo em seu perfil do Instagram com metade do rosto paralisado, intrigando muitos fãs ao redor do mundo. Ele revelou ter sido diagnosticado com a Síndrome de Ramsay Hunt, uma infecção viral que atinge o rosto e o sistema auditivo.

Explicando melhor, essa síndrome é uma infecção do nervo facial e auditivo que provoca paralisia facial, problemas de audição e aparecimento de algumas manchas vermelhas na região da orelha. Ela também é conhecida como herpes-zoster do ouvido (mesmo vírus que origina a catapora).

Primeiros sinais

No início da manifestação da doença pode ocorrer formação de pequenas bolhas no ouvido externo e no canal auditivo. Geralmente essas manchas são cheias de líquido que podem se formar também na língua e/ou céu da boca. A perda auditiva pode ser permanente e a vertigem pode durar de alguns dias a várias semanas.

Principais sintomas

Os principais sintomas da síndrome de Ramsay Hunt são: paralisia facial, que causa assimetria do rosto, dor de ouvido intensa, dor de cabeça, dificuldade para falar, febre, olhos secos, alterações no paladar. O diagnóstico é feito com base nos sintomas apresentados, juntamente com o exame ao ouvido.

Outros testes, como o teste de Schirmer, para avaliar o lacrimejamento, ou teste da gustometria, para avaliar o paladar, também podem ser realizados. 

Veja também:

Ouça:

Acompanhe tudo sobre:CelebridadesDoençasJustin Bieber

Mais de Pop

Príncipe William atualiza estado de saúde de Kate Middleton durante quimioterapia: "está bem”

Roberto Carlos doa R$ 200 mil ao RS e pretende fazer show beneficente em breve

Dia da Abolição da Escravatura: 5 livros para refletir sobre a data

'Dom': Prime Vídeo divulga bastidores da 3ª temporada; veja vídeo

Mais na Exame