Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Rede D’Or (RDOR3) deve apresentar balanço misto no 2º tri; saiba o que esperar

Empresa encerra temporada de balanços para as operadoras de plano de saúde
Hospital da Rede D'Or: trimestre deve ser de transição para companhia segundo analistas (Germano Lüders/Exame)
Hospital da Rede D'Or: trimestre deve ser de transição para companhia segundo analistas (Germano Lüders/Exame)
Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Publicado em 15/08/2022 às 06:07.

Última atualização em 15/08/2022 às 19:53.

Veja o resultado do balanço: Rede D’Or tem queda de 25% no lucro do 2º tri, prejudicada pelo resultado financeiro

A Rede D’Or (RDOR3) divulga seu balanço do segundo trimestre nesta segunda-feira, 15, após o fechamento do mercado, encerrando a temporada para as operadoras de plano de saúde.

A expectativa cresce depois dos balanços dos pares. A Hapvida (HAPV3) disparou 17% no último pregão após seu balanço surpreender analistas em crescimento orgânico de beneficiáriosPara a Rede D’Or, no entanto, a expectativa é de um balanço misto, representante de um trimestre de transição.

Os três primeiros meses de 2022 foram desafiadores para o setor de saúde como um todo. No caso da Rede D’Or, o período amargou uma queda de 44% no lucro líquido frente à mesma janela de 2021. 

Segundo a empresa, a queda respondeu à piora do resultado financeiro, que ficou negativo em R$ 559,1 milhões por conta da alta das despesas com a elevação da taxa de juros. E, para o segundo trimestre, o resultado deve continuar impactado pelo mesmo fator.

Os analistas do BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME) esperam um lucro líquido de R$ 176 milhões, queda de 60% na comparação anual.

A estimativa é de um prejuízo de R$765 milhões no resultado financeiro, contra R$ 328 milhões no primeiro trimestre. Já o Ebitda ajustado, indicador de caixa operacional, deve ser de R$ 1,43 bilhão, queda de 8% na comparação anual.

“No campo negativo, o Ebitda ajustado não deve crescer muito na comparação anual e é improvável que o ticket médio [valor pago pelos tratamentos] se recupere, com melhora mais forte esperada para o segundo semestre”, afirmam os analistas.

Ainda assim, os analistas esperam uma recuperação das margens, considerando, principalmente, uma sazonalidade mais favorável nessa época do ano.

A expectativa do BTG é de que a receita da empresa suba 10% na comparação anual, para R$ 5,73 bilhões, ajustado pela consolidação de ativos adquiridos nos últimos 12 meses e taxas de ocupação mais altas, com crescimento de três pontos percentuais na comparação trimestral.

“Embora longe de sua plenitude potencial no segundo trimestre, o impulso dos lucros da Rede D’Or deve melhorar gradualmente no segundo semestre, nos deixando confortáveis com a nossa recomendação de compra”, afirmam os analistas.

Os analistas do Itaú BBA também recomendam a compra dos papéis da empresa. A casa prevê um lucro líquido de R$ 301 milhões. Já o Ebitda ajustado deve ser 30% maior na comparação trimestral, impulsionado pela redução dos custos de materiais e medicamentos.

“Olhando para a frente, esperamos um ambiente muito melhor para o terceiro trimestre do ano”, afirmam.

Veja também