Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Tecnologia é um pote de ouro, mas sozinha não resolve nada

Diretora de Redação da Bússola traz um resumo do melhor conteúdo do portal para você aproveitar bem seu fim de semana

Por Ana Busch*

Digitalização e automatização são questão de sobrevivência. E dados se transformaram em ouro – valem mais que dinheiro, escreve Andrea Fernandes, em sua coluna desta semana, em que trata do quanto nos tornamos vulneráveis quando o dado virou um bem coletivo.

Se juntarmos dados e automação, xeque-mate. Dados acionáveis podem criar uma estratégia customizada e eficaz. A lista é infindável: 5G, energia renovável, telemedicina. São muitas tecnologias e formas diferentes de compreensão do mundo.

Mas de fato, qual é o alcance disso tudo? Quanto toda essa tecnologia impacta e muda, de fato, a realidade. O meu dia a dia, o seu dia a dia. Vamos pensar em cascata. Vivemos uma emergência climática, para usar o tema cravado pelo jornal inglês The Guardian. Regenerar o planeta é urgente. O desafio é grande, e o tempo é curto, como escreve Danilo Maeda.

E as organizações estão preparadas para isso? Ou estamos falando de alta tecnologia e baixa sensibilidade? Para melhorar o caráter das organizações, é preciso mudar, e muito. Recorro às palavras de Rodrigo Pinotti para lembrar que não basta ter tecnologia, é preciso dar acesso.

Aí penso nas quatro singelas lições que aprendi esta semana com Bruna Sion, mãe de Tomás e Felipe, e brilhante gestora:

  1. pessoas vêm antes de tudo (até de 5G, energia renovável e dados)
  2. tudo bem não estar bem (afinal de contas quem está?)
  3. seu estado de espírito reflete em todo o resto (então, segura sua onda)
  4. pensa bem no que vai fazer diferença daqui a dois anos (quase nada).

A semana

Ainda esta semana na Bússola, pesquisa inédita aponta que aumentou o valor de companhias que possuem presidentes à frente da agenda ESG. Evandro Tokarski mostra como ser dono do próprio negócio sem nunca estar sozinho, no sistema de franquias.

Para falar da pandemia, André Jácomo escreve sobre o quanto a desinformação colaborou para a trajetória dos números. E Alon Feuerwerker levanta a polêmica em torno da aplicação da terceira dose da vacina.

Verdade ou ficção

A ideia deste texto surgiu de uma conversa no WhatsApp com meu amigo antropólogo e mestre em semiótica Hugo Martinelli. Não veio da tecnologia, mas de um diálogo que poderia ter acontecido ao vivo – não fosse a pandemia –, por telefone, na Praça Por do Sol (se não tivesse perdido a graça com as grades recém-instaladas, outro assunto da mesma conversa). Frase gatilho: "Embora existam tantas possibilidades, a verdade é que tudo ainda é muito ficcional." São dois mundos que precisam conversar.

*Ana Busch é jornalista, diretora de Redação da Bússola e sócia da Tamb Conteúdo Estratégico 

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também