Acompanhe:

Microsoft (MSFT34) tem queda de 14,38% no lucro no 3T22

O gigante tecnológico registrou aumento das receitas, mas o lucro diminuiu por causa dos custos operacionais e administrativos

Microsoft (MSFT34) (Mike Blake/Reuters)

Microsoft (MSFT34) (Mike Blake/Reuters)

C
Carlo Cauti

25 de outubro de 2022, 18h55

A Microsoft (MSFT34) divulgou nesta terça-feira, 25, os resultados do terceiro trimestre de 2022.

A receita da Microsoft aumentou 10,60% na comparação anual, passando de US$ 45,31 bilhões no terceiro trimestre de 2021 para US$ 50,12 bilhões no mesmo período de 2022.

Todavia, o lucro líquido do gigante de tecnologia diminuiu entre julho e setembro, passando de US$ 20,50 bilhões em 2021 para US$ 17,55 bilhões em 2022.

O resultado foi gerado pelo aumento das despesas de venda, gerais e administrativas, além de um aumento da provisão para impostos futuros, que chegou a US$ 4,01 bilhões.

O segmento de negócios Intelligent Cloud da Microsoft, que inclui a nuvem pública Azure, bem como Windows Server, SQL Server, Nuance e Enterprise Services, gerou US$ 20,33 bilhões em receita trimestral. Isso representa um aumento de 20% e um pouco menos do que a previsão dos analistas de US$ 20,36 bilhões.

A receita do Azure cresceu 35% no trimestre, disse a Microsoft, em comparação com o crescimento de 40% no trimestre anterior, em linha com a previsão dos analistas, que indicavam um crescimento de 36,4%.

O segmento de Produtividade e Processos de Negócios que contém assinaturas de software de produtividade Microsoft 365 (rebranding do pacote do Office 365), LinkedIn e Dynamics, registrou uma receita de US$ 16,47 bilhões, um aumento de 9% e acima do consenso de US$ 16,13 bilhões.

A receita do segmento de Computação Mais Pessoal totalizou US$ 13,33 bilhões, ligeiramente abaixo e acima do consenso de US$ 13,12 bilhões. O segmento inclui Windows, bem como Xbox, Surface e publicidade do motor de busca Bing.

Por outro lado, a receita de vendas de licenças do Windows para fabricantes de dispositivos caiu 15% ano a ano.

CEO da Microsoft (MSFT34) comemora resultados

“Em um mundo que enfrenta cada vez mais ventos contrários, a tecnologia digital é o último vento a favor”, escreveu Satya Nadella, presidente e CEO da Microsoft no documento de divulgação de resultados. “Neste ambiente, estamos focados em ajudar nossos clientes a fazer mais com menos, enquanto investimos em áreas de crescimento secular e gerenciamos nossa estrutura de custos de forma disciplinada".

Durante o trimestre, a Microsoft começou a lançar a primeira atualização anual de seu sistema operacional Windows 11 desde o lançamento da versão original no ano passado, e a empresa anunciou planos para desacelerar seu ritmo de contratação dizendo que estava cortando menos de 1% dos funcionários. A Microsoft também introduziu o Viva Engage, um portal no aplicativo de comunicação Teams onde os colegas de trabalho podem compartilhar histórias em vídeo.

Após a divulgação dos resultados, as ações da Microsoft estão caindo 1,07% nas negociações do pós-mercado na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).