Como é o prazo de resgate dos fundos multimercado?

A principal dúvida que surge aos investidores iniciantes é como é o prazo de resgate dos fundos multimercado
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 10/07/2022 às 18:00.

Última atualização em 14/09/2022 às 12:21.

Para investir em fundos multimercado, umas das coisas mais relevantes a se saber é o seu prazo de resgate. Com isso, o investidor consegue ter informações sobre qual momento ele poderá ter o dinheiro novamente em sua conta após o investimento. A principal dúvida que surge aos investidores iniciantes é como é o prazo de resgate dos fundos multimercado.

O prazo de resgate corresponde ao tempo em que ocorre a conversão dos ativos em dinheiro e o posterior acesso dos recursos na conta após a solicitação. Alguns fundos podem ter um maior tempo de resgate, de modo que o investidor precisa ficar atento a esses prazos.

Como é o prazo de resgate dos fundos de investimento?

Antes de entender sobre o prazo de resgate nos fundos multimercado, é necessário ter informações de como isso funciona nos fundos de investimento de forma geral. Nesse contexto, há os conceitos de prazo de cotização e prazo de liquidação.

O tempo de conversão dos recursos em cotas do fundo ou das cotas para os recursos novamente se chama prazo de cotização. Esse prazo é contado a partir da data em que o investimento foi feito, ou então a partir de quando ocorre o pedido de resgate.

Após acontecer um pedido de resgate e decorrido o prazo de cotização, acontece então o prazo de liquidação, ou seja, o período que demora para que o dinheiro vindo do fundo chegue na conta do investidor. A soma do tempo de cotização com o prazo de liquidação resulta no que chamamos prazo de resgate.

De qualquer modo, o prazo de resgate dos fundos varia conforme a política e a estratégia de investimento que eles possuem. Como cada um dos ativos do mercado possuem uma liquidez própria, o tempo para que os fundos devolvam o dinheiro dos investimentos aos cotistas também varia. Mas como é o prazo de resgate dos fundos multimercado?

O BTG tem atendimento 24 horas, 7 dias por semana com pessoas reais e especializadas no suporte da sua conta de maneira ágil e inteligente – sem falar nas mais de 1000 opções de investimentos no Brasil e lá fora. Abra agora sua conta e comece a investir!

Como é o prazo de resgate dos fundos multimercado?

Como os fundos multimercado têm diversas estratégias diferentes, o prazo de resgate vai variar conforme o tipo de fundo e os ativos que ele geralmente investe. Alguns ainda apresentam um prazo de carência, em que não é possível sacar o dinheiro antes do encerramento desse período estabelecido após a aplicação.

Alguns fundos ainda podem ter prazos de resgate maiores ou menores, mas independente disso, essas datas serão colocadas nos documentos do fundo. Nessa documentação haverá a data de conversão e a data de pagamento.

Alguns termos são utilizados para essas datas. Quando a data de conversão é D+3, por exemplo, isso significa que o pagamento do resgate vai ter como base o valor das cotas na data correspondente a 3 dias úteis após o pedido de resgate.

Pela dificuldade que alguns fundos multimercado têm de negociar certos tipos de ativo, muitas das vezes eles apresentam prazos de resgate maiores. O pagamento pode ocorrer em D+10, D+30 ou até mesmo D+90.

Esse artigo te ajudou a entender como é o prazo de resgate dos fundos multimercado? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

Conheça 11 tipos de fundos multimercados
Quais são as vantagens e desvantagens dos fundos multimercado?
Fundos multimercado são fundos de investimento?