10 CEOs no Twitter para antecipar as principais tendências do mundo cripto

Se informar diretamente com os CEOs das maiores empresas do mercado cripto é uma vantagem tentadora e o Twitter pode ser a melhor opção para acompanhá-los em tempo real
Cofundada por Jack Dorsey, o Twitter é uma das redes sociais mais crypto-friendly (NurPhoto/Getty Images)
Cofundada por Jack Dorsey, o Twitter é uma das redes sociais mais crypto-friendly (NurPhoto/Getty Images)
Por Mariana Maria SilvaPublicado em 07/12/2021 14:15 | Última atualização em 07/12/2021 14:27Tempo de Leitura: 7 min de leitura

Os CEOs do mundo cripto são, em geral, pessoas que investiram na tecnologia em seu início e obtiveram muito sucesso com o feito. Suas companhias agora valem bilhões de dólares e suas decisões impactam diretamente o mercado. Estar atualizado sobre o que eles pensam pode influenciar positivamente seus investimentos, e o Twitter é a rede social que pode fornecer tais informações.

Atualmente, a rede social, que até pouco tempo era comandada pelo entusiasta do bitcoin Jack Dorsey, é o principal canal utilizado por adeptos do universo cripto e há uma infinidade de perfis destinados a informar sobre o assunto, incluindo o perfil do Future of Money.

A grande maioria dos CEOs de grandes empresas envolvidas com os criptoativos utiliza o Twitter para publicar suas ideias e negócios, pois a dinâmica da rede social acompanha a velocidade com que novas tecnologias e decisões acontecem no mercado.

Listamos os dez principais CEOs do mundo cripto para que seja possível estar sempre informado das principais novidades. A maioria dos perfis publica em inglês, mas com a ferramenta de tradução automática do Twitter, é possível ter acesso ao conteúdo sem dificuldades. Confira (em ordem alfabética):

1. Barry Silbert (@BarrySilbert)

Barry Silbert é CEO do Digital Currency Group, que conta com a Grayscale, o Genesis Trading, a CoinDesk, a TradeBlock, a Foundry Services e a Luno Global. Adepto do mundo cripto desde 2012, fundou o Digital Currency Group em 2015, que hoje é um dos maiores investidores do mundo, financiando mais de 150 empresas em 30 países, incluindo a Coinbase, Ripple e Chainalysis.

2. Cathie Wood (@CathieDWood)

CEO da Ark Invest, foi eleita a melhor selecionadora de ações em 2020 e é uma das mulheres mais conhecidas do mercado financeiro. Famosa por suas previsões ousadas, acertou sobre as ações da Tesla e agora prevê o preço do bitcoin em 500.000 dólares. Dois de seus fundos de investimento foram reconhecidos na lista dos dez maiores fundos liderados por mulheres em 2021.

3. CZ (@CZ_Binance)

Changpeng Zhao é o CEO da Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo. Conhecido por seu carisma nas redes sociais, “CZ”, como é apelidado, costuma compartilhar informações relevantes sobre sua corretora, muitas vezes envolvida em polêmicas, no Twitter.

4. Dan Morehead (@Dan_Pantera)

No comando do Pantera Capital, primeira empresa dos EUA a lançar fundos de investimento em empresas de criptomoedas e blockchain, Dan Morehead costuma publicar análises de mercado que podem ser muito úteis para quem busca entender melhor o cenário para uma série de ativos.

5. Jack Dorsey (@Jack)

Jack Dorsey já foi CEO do próprio Twitter, cargo do qual renunciou no final de novembro. Amplamente conhecido por seu apoio às criptomoedas, chegou a implementar funcionalidades envolvendo bitcoin na rede social. Agora no comando apenas da Square (que mudará de nome para Block), empresa de pagamentos que possui uma iniciativa inteiramente voltada para o mundo cripto e que ele fundou em 2010, Dorsey está ainda mais envolvido com as criptomoedas e suas publicações no Twitter são um reflexo disso.

6. Michael Saylor (@Saylor)

Provavelmente um dos defensores do bitcoin mais conhecidos no Twitter, Michael Saylor leva a sério seu apoio às criptomoedas como CEO da MicroStrategy. A empresa compra bitcoin como parte de sua estratégia de tesouraria e já conta com mais de 121.000 unidades da criptomoeda. Muitas das postagens de Saylor comentam sobre a situação atual da principal criptomoeda do mundo e os aportes da MicroStrategy.

7. Raoul Pal (@RaoulGMI)

CEO da Real Vision, um canal de TV on-demand sobre investimentos e finanças, e da Global Macro Investor, serviço de assinatura para análises de mercado, Raoul Pal ficou conhecido por ter sido gestor de fundos de hedge no Goldman Sachs e investir 98% de seu patrimônio em bitcoin e ether. Pode-se dizer que Raoul fala de criptomoedas no Twitter na mesma proporção de seus investimentos.

8. Ryan Selkis (@twobitidiot)

Fundador e CEO da Messari, empresa que oferece uma robusta plataforma de dados e análise de blockchain e que é muito utilizada por negócios do mundo cripto. Em 2014, Selkis abandonou uma pós-graduação no Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) para apostar toda a sua carreira em bitcoin e nas criptomoedas. Suas publicações no Twitter comentam os próximos passos da Messari no mundo cripto e a regulação nos Estados Unidos, assunto que tem impactado o mercado no mundo todo recentemente.

9. Sam Bankman-Fried (@SBF_FTX)

Sam Bankman-Fried é CEO da FTX, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, e também o queridinho das celebridades. Envolvido em negócios com The Weeknd, Tom Brady, Gisele Bündchen e outros nomes da indústria do esporte e do entretenimento, a FTX ainda patrocina a Fórmula 1 e possui grande destaque, principalmente nos Estados Unidos. Sam é um dos nomes do mundo cripto que entrou para a lista de bilionários da Forbes. Além das criptomoedas, seus negócios estão investindo pesado nos NFTs, assunto que ele costuma abordar e divulgar em sua conta no Twitter.

10. Gêmeos Winklevoss (@Cameron e @Tyler)

Os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss participaram da criação do Facebook e ficaram conhecidos por travarem uma batalha judicial contra Mark Zuckerberg — o valor obtido no acordo, segundo eles, foi todo investido em criptomoedas. Alguns anos depois, a Gemini, sua corretora cripto, se tornou uma das maiores do mundo. Em seus perfis, os Winklevoss fazem postagens interessantes, tanto sobre as criptomoedas quanto os planos de sua corretora.

Bônus: Elon Musk (@ElonMusk)

Como bônus, é válido citar o CEO da Tesla, que não é exatamente um CEO do universo cripto, mas é entusiasta do setor e cujas manifestações têm ganhado bastante destaque, principalmente por causa do impacto de suas mensagens no preço de criptomoedas-meme como dogecoin, shiba inu e várias outras — existem até criptoativos que homenageiam o executivo da fabricante de veículos elétricos. Deixando de lado a polêmica sobre as moedas caninas e afins, Elon Musk já chegou a aceitar bitcoin como meio de pagamento pelos carros da Tesla e tanto a empresa quanto a SpaceX detêm a criptomoeda em suas estratégias de tesouraria.

Bônus 2: Future of Money (@futofmoney)

O Future of Money, da EXAME, oferece notícias em tempo real sobre a inovação no mundo das finanças, além de conteúdos educacionais, vídeos, podcasts e muito mais, produzidos por uma equipe de especialistas no assunto e parcerias com importantes nomes do mercado. Por isso, o perfil do Future of Money no Twitter é uma das melhores formas de acompanhar o mercado cripto e o futuro do dinheiro, a partir de conteúdos exclusivos para a plataforma, as últimas notícias, as análises mais recentes, história relevantes e os melhores vídeos.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok