NFTs chegam na moda e moletom é vendido por 19 mil libras

Após sucesso em vendas de músicas e obras de arte através do NFT, peças de roupas digitais ganham seu lugar no nicho
 (Blockparty/Reprodução)
(Blockparty/Reprodução)
Por Julia StorchPublicado em 16/04/2021 09:56 | Última atualização em 16/04/2021 11:43Tempo de Leitura: 3 min de leitura

De leilão de obras digitais NFT (token não fungíveis) na Sotheby's, que alcançou 16,8 milhões de dólares, a venda de 6 milhões de dólares em arte pela banda Grimes ao Beeple, um cripto artista desconhecido, está por trás da venda NFT mais cara do mundo, arrecadando 69 milhões de dólares por uma colagem de 5 mil obras digitais. 

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

Mick Jagger e David Grohl, líderes dos Rolling Stones e dos Foo Fighters, anunciaram a venda de um NFT com uma música inédita que os dois gravaram juntos, chamada "Eazy Sleazy", que acompanha uma arte digital criada pelo artista Oliver Latta, conhecido como "Extraweg".

Agora é a vez das peças digitais terem suas vendas alavancadas com o NFT. A cada dia mais na moda, após o lançamento de grandes marcas como Gucci, com seu tênis digital de 50 reais, e peças para os avatares de Pokémon GO, chegou a vez dos 'cripto artistas' se beneficiarem com as vendas das roupas digitais com os NFT.

Após diversas vendas de artes digitais, um moletom virtual foi vendido para um comprador anônimo por 19 mil libras no marketplace de arte digital blockparty.co. 

A peça, da marca de streetwear Overpriced, não tem características que o fazem diferente de um casaco físico: na cor preta, com um código QR estampado e com o grafite “foda-se o seu dinheiro” em verde neon. 

A marca se auto descreve como criadores de “moda para a geração criptográfica”. De fato, usar peças digitais, e pagar altos valores por ela, ainda é uma predileção desta geração. A Overpriced, ainda, tem a missão de trazer debates sobre a precificação da arte, inspirado no mote de que “o valor está nos olhos de quem vê”.

O moletom da Overpriced vendido por 19 mil libras. (Blockparty/Reprodução)

O cofundador, Leighton James, disse ao Hypebeast: “Somos um grupo de artistas que buscam criar criptografia de moda movida a arte que visa desafiar as concepções do que é moda de luxo”.

Para James, os tokens não fungíveis são um meio de autenticação das peças. “Os NFTs fornecem uma maneira única para os artistas designarem o que é real e o que é autêntico. Nossos clientes estão comprando arte vestível única que ninguém mais no mundo tem.”

Se o moletom for roubado, perdido na internet, danificado ou vendido, os códigos da peça serão invalidados e um novo casaco será enviado ao proprietário, trazendo autenticidade à peça.