Tecnologia

Com e-commerce a todo vapor, Amazon divulga resultado trimestral

Resultado do 2° trimestre é esperado para ser mais um sucesso e é o primeiro com Andy Jassy liderando oficialmente a empresa

Amazon: crescimento do e-commerce e demanda por serviços em nuvem devem trazer mais um trimestre recorde (Gianni Cipriano/The New York Times//Fotoarena)

Amazon: crescimento do e-commerce e demanda por serviços em nuvem devem trazer mais um trimestre recorde (Gianni Cipriano/The New York Times//Fotoarena)

TL

Thiago Lavado

Publicado em 29 de julho de 2021 às 06h00.

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

Andy Jassy, o atual CEO da Amazon, estará sob os holofotes nesta quinta-feira, 29. É a primeira vez que a gigante de varejo digital divulga resultados trimestrais desde que Jeff Bezos deixou a empresa, em 5 de julho.

Jassy não é nenhum novato: é dos primeiros funcionários da empresa e foi um dos responsáveis pela ascensão da Amazon Web Services à liderança do lucrativo mercado de computação em nuvem.

Quando os resultados forem divulgados, os bons ventos estarão em favor do executivo. Desde que a pandemia começou, as vendas no e-commerce explodiram e os números da Amazon também. Todos os resultados que a empresa divulgou no período vieram acima do que era esperado pelo mercado.

E, nesta quinta, não deve ser diferente. É esperado que a empresa tenha vendas na casa dos 115 bilhões de dólares, com 7,8 bilhões de lucro operacional no segundo trimestre. Com o crescimento do e-commerce e a demanda por computação em nuvem em meio a uma busca de empresas por digitalização, o mercado espera que o resultado seja mais uma vez melhor que a encomenda.

Os números recentes de outras gigantes especializadas em vendas de anúncios digitais, como Google e Facebook, podem apontar para uma melhora na incipiente divisão de anúncios da Amazon.

Jassy pode trazer ainda algumas percepções internas sobre apostas recentes da empresa. A Amazon tem aumentado sua presença no mundo físico, ampliando e abrindo novos centros de distribuição, contratando pessoal, inaugurando mercados e lojas de conveniência, e até mesmo comprando empresas, como os estúdios MGM, que agora fazem parte da Amazon Prime Video.

A Amazon se consagrou como uma empresa sempre disposta a mudar e se transformar. Jassy deve mostrar hoje como está dando continuidade a esse processo.

Acompanhe tudo sobre:Amazonempresas-de-tecnologiaExame HojeVarejo

Mais de Tecnologia

CEO do Spotify confirma que assinatura "deluxe" com áudio de alta fidelidade chegará em breve

CrowdStrike: o bug em mecanismo de segurança que causou o apagão cibernético

Apple TV+ faz em um mês audiência que a Netflix faz em um dia

Alphabet registra lucro líquido de US$ 23,6 bilhões no segundo trimestre de 2024

Mais na Exame