Pop

Os melhores filmes de 2023 até o momento, segundo o IMDb

Em um ano de estreias de gigantes como 'Barbie' e 'Oppenheimer', o cinema em 2023 ganhou novas adições na lista dos 250 melhores filmes pelo IMDb

Veja os cinco filmes que entraram para a lista de melhor avaliação do IMDb em 2023 (Homem-Aranha através do Aranhaverso/Divulgação)

Veja os cinco filmes que entraram para a lista de melhor avaliação do IMDb em 2023 (Homem-Aranha através do Aranhaverso/Divulgação)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 4 de outubro de 2023 às 19h29.

Última atualização em 26 de outubro de 2023 às 15h23.

O ano de 2023 ainda nem acabou, mas já mostrou que pode ser o ano do retorno às salas de cinema. Depois do fenômeno "Barbenheimer" — estreia conjunta de "Barbie" e "Oppenheimer" —, e de outras grandes bilheterias no ano em animações, como foi com "Super Mário Bros: O Filme", 2023 já reservou um espaço no imaginário do público para lançamentos especiais.

Até dezembro, outras estreias devem decidir as premiações em 2024. O público ainda pode esperar por "As Marvels", "Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes", "Napoleão", "Wonka", "Aquamen 2: O Reino Perdido", entre outros.

Até o momento, o IMDb só acrescentou duas produções de 2023 à lista dos 250 melhores filmes de todos os tempos. Por isso, a EXAME POP preparou uma lista com os cinco longas mais bem-avaliados pelo portal IMDb (Internet Movie Database) do ano até o momento. Confira:

Os melhores filmes de 2023, segundo avaliação do IMDb

yt thumbnail

1. Homem-Aranha: Através do Aranhaverso | Nota: 8,7/10

"Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" é a segunda animação sobre a história de Miles Morales, o Homem-Aranha negro. A história, lançada cinco anos depois do primeiro filme da trilogia, narra o envolvimento de Morales dentro do multiverso de Homens-Aranha — e as consequências de seus atos em cada um dos universos existentes.

O filme tem um total de 2 horas e 16 minutos e arrancou notas altas da crítica cinematográfica: recebeu 9,1/10 no IMDb e 96% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" vale cada segundo de sua duração, até mesmo os créditos iniciais. O filme mantém (e amplia) a excelência de seu antecessor, usa a criatividade como ponto de partida e o próprio estilo de animação como narrativa.

Onde assistir: HBO Max

yt thumbnail

2. Oppenheimer | Nota: 8,6/10

Oppenheimer, mais novo filme de Christopher Nolan, fez um tremendo sucesso em julho deste ano. O longa-metragem, 12º da carreira de Nolan, conta a história do 'pai' da primeira bomba atômica, J. Robert Oppenheimer, produzida pelo Projeto Manhattan, no Teste Trinity, e detonada no Novo México em 1945, meses antes do ataque à Hiroshima e Nagazaki — que deixou um total de mais de 110 mil pessoas mortas nas duas cidades.

Baseado na biografia "American Prometheus: The Triumph and Tragedy of J. Robert Oppenheimer" (Oppenheimer: o triunfo e a tragédia do Prometheu americano), de Kai Bird e Martin Sherwin, publicada em 2006 e vencedora do Prêmio Pulitzer, o filme não só traz uma das maiores problemáticas do envolvimento dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, como também a explora pela atuação de um elenco brilhante.

"Oppenheimer" não é um filme para qualquer um. Ainda que embebido nas famosas assinaturas de Nolan, esse talvez seja o primeiro longa que traz novos aspectos às produções do diretor, tem uma duração mais longa do que o comum e exige concentração do início ao fim.

Onde assistir: Ainda nos cinemas

yt thumbnail

3. Guardiões da Galáxia: Volume 3 | Nota: 7,9/10

Guardiões da Galáxia: Volume 3, foi um dos filmes mais marcantes de 2023 até o presente momento. Terceira e última produção de James Gunn antes do diretor partir para o estúdio concorrente, da DC Filmes, a produção traz uma história mais dramática e focada na vida de Rocket, para encerrar a trilogia dos guardiões.

O longa-metragem traz um respiro para a Marvel depois de alguns fracassos de bilheteria — especialmente após "Homem-Formiga: Quantumania" e "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura".

Onde assistir: Disney +

yt thumbnail

4. Missão: Impossível - Acerto de Contas Parte Um | Nota: 7,9/10

O sétimo longa-metragem da franquia Missão Impossível trouxe um Ethan Hunt (Tom Cruise) e os demais agentes da FMI ainda mais imparáveis contra um novo inimigo tecnológico, maior e mais poderoso, repleto de interesses. 

Com um toque nostálgico para o passado, o filme traz personagens antigos da franquia de volta às telas, em uma mistura agradável de humor e efeitos especiais. Isso tudo além de, claro, mais uma cena icônica (e perigosa) por parte de Tom Cruise: o ator saltou de penhasco em motocicleta para o filme, com um paraquedas.

Onde assistir: ainda nos cinemas.

yt thumbnail

4. John Wick: Baba Yaga | Nota: 7,8/10

Surpreendentemente estrelando em terceiro lugar no ranking está "John Wick: Baba Yaga". O último filme da franquia traz um Keanu Reeves ainda mais imparável do que em todos os demais longas-metragens da história.

Se desde 2014 o público havia se acostumado a vincular o rosto de Reeves à John Wick, agora, mais do que nunca, essa associação está clara: no quarto filme, o papel o vestiu tão bem quanto os elegantes ternos que ele usa em todos os três filmes da franquia. A produção também evidencia o amadurecimento do personagem em uma fotografia impecável para o gênero de ação, o que torna tudo sobre o Baba Yaga ainda mais interessante.

O filme, ainda que tenha uma longa duração e um enredo desprovido de propósito, cumpre tudo aquilo que promete: 3 horas de pancadaria intensas, protagonizadas por Keanu Reeves em um de seus papéis mais fisicamente desafiadores.

Onde assistir: Prime Video

yt thumbnail

5. Som da Liberdade | Nota: 7,8/10

O polêmico Som da Liberdadedo diretor Alejandro Monteverde, entrou para a lista dos melhores filmes de 2023 até o momento, segundo a lista do IMDb. 

Protagonizado por Jim Caviezel (Jesus Cristo em "A Paixão de Cristo"), o filme estreou nos cinemas brasileiros recentemente. Nos EUA, logo na estreia, foi apoiado por políticos de direita, como Donald Trump, e bilionários abertamente conservadores, como Elon Musk.

No Brasil, tem sido um "trunfo" dos apoiadores de Jair Bolsonaro, que querem torná-lo em uma das maiores bilheterias do ano. O filme conta a história de um esquema de tráfico de crianças na Colômbia que, de acordo com os produtores, é baseado em “fatos reais”. 

Onde assistir: ainda nos cinemas.

Acompanhe tudo sobre:CinemaFilmes

Mais de Pop

Menos coloridos e ainda ousados: Restart quer eternizar legado com turnê de despedida

'Nollywood': como esse filme da Netflix fez o cinema nigeriano conquistar o público global

Dia dos Namorados: 10 frases para celebrar e se emocionar

João Rock 2024: veja como assistir aos shows de casa

Mais na Exame