Acompanhe:

Ibovespa sobe em dia de anúncio de Haddad na Fazenda, mas cai 4% na semana

Índice avançou com a força das ações da Vale (VALE3) e dados melhor que o esperado na inflação

Painel de cotações da B3: Ibovespa sobe em dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo 2022 (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

Painel de cotações da B3: Ibovespa sobe em dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo 2022 (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

G
Guilherme Guilherme e Beatriz Quesada

Publicado em 9 de dezembro de 2022, 10h21.

Última atualização em 9 de dezembro de 2022, 18h25.

Em dia de volume reduzido na bolsa com jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo 2022, o Ibovespa fechou esta sexta-feira, 9, em leve alta, apoiado nas ações da Vale (VALE3) e nos papéis ligados ao minério de ferro. 

O mercado também reage à confirmação de que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, será o ministro da Fazendo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O anúncio foi feito por Lula em coletiva nesta manhã.

  • Ibovespa : + 0,25%, 107.520 pontos

Mesmo com a alta de hoje, o Ibovespa encerrou a semana em queda 3,9%, em seu pior saldo semanal em um mês. Acompanhe os principais destaques:

Vale e siderúrgicas sustentam índice

As ações da Vale, empresa com maior participação na carteira teórica do Ibovespa, subiram quase 4% e ajudaram o índice a se manter em trajetória de alta. 

Mais uma vez o papel sobe junto com o minério de ferro, que subiu para o nível mais alto em quatro meses de olho na China, onde as autoridades devem anunciar um plano de apoio para o setor imobiliário na próxima semana.

Em variação, as siderúrgicas lideraram os ganhos do Ibovespa.

  • CSN Mineração (CMIN3): + 10,00%
  • CSN (CSNA3): + 5,19%

Haddad na Fazenda não derruba bolsa

Embora a escolha por Haddad desagrade grande parte do mercado, o anúncio desta sexta já vinha sendo precificado por investidores, em especial nos últimos dias – tanto que o índice recuou 3,9% na semana. Na véspera, o Ibovespa fechou no menor patamar desde agosto, com notícias dando como certa a ida do petista para a Fazenda.

Hoje, no entanto, o índice perdeu força mas ainda ficou no campo positivo. "O Haddad como ministro já era esperado pelo mercado. O ideal seria um nome mais técnico, mas os investidores também entendem a necessidade de um político no ministério, que fala a mesma língua do Congresso. A precificação negativa já tinha acontecido", comentou Edmar de Oliveira, operador de renda variável da One Investimentos.

Por outro lado, um nome tão próximo a Lula também traz temores de mais gastos por parte do governo. “Com certeza, vamos ver Haddad muito próximo das decisões de Lula e um governo com bastante gasto social. Não podemos deixar de ter atenção muito grande em relação ao risco fiscal, que é o fator principal de preocupação para o mercado, que colabora para o cenário de volatilidade na bolsa”, avalia Caio Canez de Castro, sócio da GT Capital.

Leia também: Um ano após IPO, Nubank perdeu US$ 22,4 bi em valor de mercado. O que esperar do roxinho?

Inflação vem abaixo do esperado

Dados de inflação divulgados nesta manhã pelo IBGE saíram abaixo do esperado, e também ajudaram no tom positivo do dia. O IPCA de novembro recuou de 6,47% para 5,90% no acumulado de 12 meses. A expectativa era de um recuo para 6,01%. No mês, o IPCA teve alta de 0,41%, abaixo do consenso de 0,55%.

"O IPCA de novembro surpreendeu com variação menor que o esperado e qualitativo também muito positivo. A maior surpresa foi a queda da inflação de bens. A inflação de serviços também foi baixa e, mesmo excluindo passagens aéreas, mostra que o setor também segue com desaceleração nos reajustes de preços", disse Rafaela Vitória, economista-chefe do Banco Inter.

A queda da inflação, segundo ela, já reflete os efeitos das altas de juros do Banco Central. "Já poderíamos estar discutindo o início do afrouxamento monetário. Mas a PEC da Transição e a proposta de aumento de gastos significativos trouxe mais incertezas e a redução de juros pode demorar mais", afirmou em nota.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Dos 92 ativos do Ibovespa, 29 fecharam em alta nesta sexta-feira. Os maiores ganhos ficam com CSN Mineração, CSN e Bradespar.

  • CSN Mineração (CMIN3): + 10,00%
  • CSN (CSNA3): + 5,19%
  • Bradespar (BRAP4): + 3,91%

Na ponta negativa, Yduqs, Hapvida e Rede D’Or lideraram as perdas.

  • Yduqs (YDUQ3): - 5,83%
  • Hapvida (HAPV3): - 5,02%
  • Rede D’Or (RDOR3): - 4,83%