Casual

Olimpíada de Paris: 8 dicas para aproveitar a cidade para além das competições

Pensando nos sem ingresso e nos que vão simplesmente flanar por Paris durante os jogos, montamos um pequeno guia para aproveitar a cidade

 (Cyril TOUAUX e Deborah CLAUDE/AFP)

(Cyril TOUAUX e Deborah CLAUDE/AFP)

Amanda Pessoa
Amanda Pessoa

Jornalista

Publicado em 16 de junho de 2024 às 08h20.

Última atualização em 16 de junho de 2024 às 10h46.

Tudo sobreOlimpíadas 2024
Saiba mais

Os Jogos Olímpicos de Paris começam oficialmente no próximo dia 26 de julho, e os olhos dos interessados em esportes estão, em sua maioria, voltados para as competições. Ainda que julho e, principalmente, agosto sejam meses em que vários estabelecimentos fecham em função do êxodo em direção às praias que acontece nesse período de férias escolares para os franceses, há, sim, o que fazer em Paris.

Pensando nos sem ingresso, nos desinteressados e nos que vão simplesmente flanar pela cidade durante os jogos, montamos um pequeno guia com algumas opções de lugares onde é possível beber e comer bem, passear com crianças e fazer compras na capital francesa.

Bares para conhecer em Paris

Les avant comptoir

O chef Yves Camdeborde, criador do termo bistronomia, tem três endereços em Saint-Germain-de-Près: Avant Comptoir de la Terre, Avant Comptoir de la Mer et Avant Comptoir du Marché. Os dois primeiros ficam do lado um do outro, enquanto o terceiro fica no Marché Couvert Saint-Germain (onde você também vai encontrar uma loja da Apple e outra da Uniqlo). Os três são como nossos botecos, e você vai comer e beber bem, sem gastar muito, mas não vai se sentar. Existe um quatro Avant Comptoir em Bordeaux (2 Place du Palais), então, caso você vá à cidade, vale a visita.

3 Carrefour de l’Odeon. 14 Rue Lobineau. Serviço: abertos todos os dias, das 12h às 23h. Metrô: linhas 4 ou 10, estação Odeon

Divvino

Do outro lado do Sena, no Marais e em Charonne, as lojas de vinhos da brasileira Marina Giuberti podem ser uma boa opção para quem quer beber bons vinhos de toda a França e não se preocupar com o idioma. Marina também organiza degustações nos dois endereços, basta reservar no site (www.divvino.com).

16 Rue Elzévir. 163 Boulevard Voltaire. Serviço: das 12h às 22h

Restaurantes para conhecer em Paris

Beaupassage

No 7º arrondissement, perto do Le Bon Marché, está o Beaupassage, um empreendimento gastronômico a céu aberto, em que é possível comer de hamburguer a quiche Lorraine, ambos com dna estrelado (a hamburgueria leva a assinatura de Yannick Alleno, enquanto a quiche conta com a receita de Thierry Marx, ambos chefs com restaurantes de três estrelas Michelin), passando pelos macarons de Pierre Herme, pela cozinha peruana do Coya, pelos petiscos marítimos do Mersea e até mesmo pelo Carrefour. Ainda que fique num bairro caro, é um lugar que atende orçamentos diversos.

14 Boulevard Raspail. Serviço: aberto todos os dias, das 7h à meia-noite. Metrô: linha 12, estação Rue do Bac

L’as du Fallafel

Mesmo que você não goste de falafel, vale a pena a ida ao número 34 da Rue de Rosiers, no meio do Marais, para experimentar aquele que é considerado o melhor falafel de Paris. Caso você não coma grão-de-bico de jeito nenhum, há outras opções no cardápio, como o sanduíche de schnitzel ou o frango grelhado com legumes.

Serviço: de segunda a quinta e domingo (das 11h às 23h), sexta (das 11h às 17h). Não funciona na sexta à noite nem no sábado. Metrô: linha 1, estação Saint Paul

Bouillon

Se a ideia for experimentar inúmeros pratos tipicamente franceses sem machucar o bolso, a pedida deve ser um dos vários bouillons espalhados pela cidade. Bouillon é um tipo de restaurante reconhecidamente barato em que é possível comer entradas que custam entre 1 e 7 euros, pratos entre 7 e 14 euros e sobremesas a partir de 2 euros. Se você não sabe se gosta de comida francesa e quer testar escargot, pato, boeuf bourguignon e outras iguarias, essa é uma ótima opção.

Serviço: normalmente, das 11h30 à meia-noite. Há vários espalhados pela cidade (e normalmente há fila com uma espera razoável, dependendo da hora em que se chega).

Rio Sena: cartão-postal vai sediar a cerimônia de abertura, embora suas águas ainda não estejam aptas para banho (Getty Images/Getty Images)

Para ir com crianças

Jardin d’Acclimatation

Afastado do centro de Paris, no Bois de Boulogne, o Jardin d’Acclimatation é um parque de 19 hectares dentro do qual há inúmeras atrações, de carrossel a montanha-russa, passando por tirolesa e carrinho bate-bate. A diversão é garantida para crianças e adultos. O acesso ao parque custa 7 euros, e esse valor não dá acesso aos brinquedos. Para brincar, há duas opções de preço: caso você compre ingresso para um dia específico, ele custa 27 euros; se você não quer decidir logo quando vai, o valor fica 46.

Serviço: funciona todos os dias, das 10h às 18h. Metrô: linha 1, estação Les Sablons Jardin d’Acclimatation

Para boas compras

Le Bon Marché

Loja de departamentos dos franceses abastados, conta com produtos de marcas de luxo, como Chanel e Louis Vuitton, mas não apenas isso: caso bata saudade do Brasil, é possível comprar peças da Farm ou um par de tênis da Vert. Para aqueles cujo foco segue sendo comida, a La Grande Épicerie, o supermercado do Le Bon Marché é um verdadeiro paraíso.

O Le Bon Marché fica no 7 arrondissement, na frente da Capela da Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, caso você queira ir dar um alô à santa antes ou após suas compras.

Metrô: linha 10, estação Sèvres-Babylone. Serviço: funciona de segunda a sábado, das 10h às 19h45. Aos domingos, das 11h às 19h45.

Para fugir do burburinho

Como os Jogos acontecerão no verão, para quem quiser uma folga do burburinho parisiense, um passeio a um lugar onde se pode mergulhar, praticar vela e canoagem e fazer passeio de catamarã pode fazer a diferença. O Lago de Créteil, que fica fora de Paris, mas ainda muito perto da cidade, é uma opção que agrada gregos e troianos. Além disso, no entorno do lago, há jardins em que é possível fazer piqueniques, um restaurante-escola e atividades recreativas para as crianças (que vão amar os toboáguas e a piscina de ondas).

Serviço: o jardim funciona diariamente e o acesso é gratuito, mas a piscina tem horários específicos [de segunda a sexta (das 13h às 19h), no sábado (das 12h às 19h) e no domingo (das 11h às 19h)] e custa 7,5 ou 8,5 euros, a depender do dia. Para usar a piscina, aliás, é preciso fazer reserva com pelo menos 48 horas de antecedência. Metrô: linha 8, estação Créteil Prefecture.

Acompanhe tudo sobre:Paris (França)Olimpíadas 2024TurismoGastronomiaBares

Mais de Casual

Chablis: por que os vinhos dessa região da França caíram no gosto do brasileiro?

"A Era das revoluções", de Fareed Zakaria, explica raízes do mundo contemporâneo; leia trecho

Do campo à xícara: saiba o caminho que o café percorre até chegar a sua mesa

Com sustentabilidade e legado, sempre teremos Paris

Mais na Exame