Casual

Olimpíada de Paris: diárias de hotéis chegam a R$ 279 mil

Assim como a cidade se adapta para receber os atletas em diferentes arenas, hotéis também passaram por reformas e ajustes tarifários

Os Jogos acontecerão de 26 de julho a 11 de agosto de 2024, seguidos pelas Paraolimpíadas, de 28 de agosto a 8 de setembro (Cyril TOUAUX e Deborah CLAUDE/AFP)

Os Jogos acontecerão de 26 de julho a 11 de agosto de 2024, seguidos pelas Paraolimpíadas, de 28 de agosto a 8 de setembro (Cyril TOUAUX e Deborah CLAUDE/AFP)

Júlia Storch
Júlia Storch

Repórter de Casual

Publicado em 11 de junho de 2024 às 15h21.

Após cem anos, Paris será a cidade sede das Olimpíadas pela terceira vez. Dentre as novidades desta edição estão novas modalidades esportivas, como o breaking e canoagem slalom. São esperados mais de 15 milhões de visitantes na capital francesa.

Os Jogos acontecerão de 26 de julho a 11 de agosto de 2024, seguidos pelas Paraolimpíadas, de 28 de agosto a 8 de setembro.

Mais de 30 pontos da cidade e arredores irão receber as competições. Desde Roland Garros ao Centre Aquatique Olympique, centro aquático no subúrbio de Paris. Marselha, Lille, Nice, Bordeaux e Teahupo'o, no Taiti também receberão atletas.

Assim como a cidade se adapta para receber os atletas em diferentes arenas, hotéis também passaram por reformas e ajustes tarifários.

Segundo o site Velloy, houve aumento das tarifas em todas as categorias de hotéis da cidade. Em média, os preços dos hotéis aumentaram em 100%. O preço de um quarto de hotel duas estrelas costumava custar entre 69 libras (471 reais) e 150 libras (1.025 reais). Para os Jogos, a tarifa chega até 219 libras (1.469 reais) por noite. Apenas hotéis com três estrelas, 133 hospedagens listadas, tiveram um aumento de 67,3%.  De 80 libras (546 reais) a 183 libras (1.250 reais) para 220 libras (1.503 reais).

Já hospedagens com cinco estrelas duplicaram os valores, com uma média de 852 libras (5.822 reais) por noite.

De acordo com banco de dados imobiliário CoStar. hotéis de luxo como Four Seasons e Park Hyatt irão aumentar 9% nas tarifas durante as Olimpíadas. E hotéis como Hyatt Regency, Hilton ou Marriott aumentem até 73% no preço.

No entanto, o teto do luxo é muito mais alto. O Hôtel de Crillon, por exemplo, possui dois quartos com diárias de 52 mil dólares (279.208 reais). Os apartamentos podem ser unidos com um quarto adjacente, ocupando todo o quarto andar do hotel, com 335 metros quadrados e três quartos.

Inaugurado em 1758 a pedido do rei Luís XV, a princípio o prédio funcionaria como sede de órgãos do governo francês. Entre 1909 e 2013 esteve aberto como hotel.

Em 2017, após quatro anos de reforma que custaram 200 milhões de euros, foi reinaugurado. As suítes Les Grands Appartements foram assinadas por ninguém menos que Karl Lagerfeld, então estilista da Chanel.

Karl Lagerfeld foi o responsável pela reforma de duas suítes do Hôtel de Crillon, em Paris. (Stephane Cardinale - Corbis/Getty Images)

Os apartamentos são decorados com pias originais do Palácio de Versalhes, banheira de mármore de Carrara. Há ainda uma sala secreta escondida atrás de uma estante.

“Ele esteve pessoalmente envolvido e presente na escolha de cada pequeno detalhe desta propriedade, desde os tapetes, as paredes, as pinturas, as cores, os móveis para fazer desta uma das melhores e mais belas suítes do mundo”, diz Vincent Billiard, diretor administrativo do hotel ao site CNBC. Com tanto conforto, resta saber se os hóspedes assistirão os Jogos nas arenas ou nas luxuosas suítes.

Acompanhe tudo sobre:HotéisHotelariaParis (França)Olimpíadas 2024

Mais de Casual

Antonio Forjaz, da Sportingbet, mostra a rotina multiesportiva de um executivo

O Brasil é apaixonado por picapes, e o CEO da Ford América do Sul sabe o motivo

A melhor mesa de restaurante do Rio de Janeiro fica no Copacabana Palace

Por que Santa Catarina concentra metade da produção de barcos de lazer do país?

Mais na Exame