Um conteúdo Bússola

Receita para as startups: por que investir em marketing

Investidores e parceiros buscam startups com times experientes e negócios maduros, independentemente do estágio em que a companhia se encontra
Marketing é fundamental para criar engajamento do mercado nos canais de aquisição (JuSun/Getty Images)
Marketing é fundamental para criar engajamento do mercado nos canais de aquisição (JuSun/Getty Images)
B
Bússola

Publicado em 29/06/2022 às 13:05.

Última atualização em 29/06/2022 às 13:35.

Por Bruno Barbosa*

Nós, empreendedores, buscamos expandir nossos negócios sempre. Uma ferramenta muito importante para isso é o marketing. Precisamos dele e o utilizamos para edificarmos as marcas, posicioná-las no mercado e criar pontes entre as empresas e seus públicos de interesse. Isso vale para todos os segmentos, desde companhias familiares até startups, afinal, todos precisam crescer.

No caso de startups que estão iniciando sua operação, muitas vezes esse é um departamento que fica de lado justamente quando não deveria. Nesse momento sua comunicação já deveria começar a ser implementada e ir além: pesquisar o mercado, os concorrentes, os fatores macroambientais que afetam seu negócio; entender e conhecer seu público; e ter uma comunicação uníssona, independentemente do canal.

Se possível, ainda sugiro que essas empresas elaborem suas personas, tanto a buyer persona, que é um desenho dos possíveis clientes, quanto a brand persona, que dá o tom de voz da marca. Por fim, testar e analisar tudo o que for feito para entender quais são as melhores estratégias e aplicá-las.

Nesse cenário acelerado e competitivo em que as startups se desenvolvem, é impossível crescer e se posicionar sem uma estratégia de marketing bem estruturada. Mesmo que a empresa esteja em uma fase inicial, como validação, é primordial que uma equipe de marketing esteja auxiliando sua operação e divulgação. Isso faz com que o mercado saiba da existência da solução e quais as dores que ela soluciona.

O marketing é fundamental para criar relação com o engajamento do mercado nos canais de aquisição. É necessário que a estratégia esteja alinhada com os KPIs e com a estratégia de negócio da própria startup. Ao pensar em soluções inovadoras que não são comuns ao mercado, é preciso ser flexível nas ações de marketing e testar alguns meios de acesso ao público para entender quais são as boas práticas. Isso vai direcionar, cada vez mais, a estratégia do marketing para ações mais assertivas e consequentemente auxiliar na validação daquilo que está sendo oferecido.

Investidores e parceiros buscam startups com times experientes e negócios maduros, independentemente do estágio em que a companhia se encontra. Esse time bem preparado e com boa visão de negócio consegue “pivotar” com facilidade, caso seja necessário. No caso da captação de recursos mais uma vez o marketing se faz presente: como ficarão sabendo do nível de maturidade e experiência de uma startup se não houver quem divulgue? É nesse aspecto que o marketing se torna um grande aliado, trazendo uma comunicação mais profissional para atrair bons investidores e possíveis parceiros que farão a startup ir para o próximo nível.

Diante de tudo, penso que cinco metas são essenciais para uma startup ter um bom posicionamento de marketing:

  1. Taxa de engajamento nas mídias sociais
  2. Taxas de navegabilidade em seu site institucional
  3. Quantidade de leads entrantes em seu funil de atração
  4. Quantidade de canais de aquisição e suas taxas de conversão
  5. CAC (custo por aquisição) em cada canal de aquisição

Somado a isso, ter um bom storytelling e uma comunicação direcionada ao público certo pode ser o diferencial entre crescer ou morrer. Sem contar a colaboração de criação de novos canais para captação de clientes.

Pensando no contexto de venture builders, organizações que constroem startups usando recursos próprios, começamos a falar sobre construção e desenvolvimento de startups. É o momento em que se torna mais importante a atuação constante de um time de marketing especializado em negócios inovadores e startups com soluções tecnológicas. É uma das pontas que fará a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma empresa no início de sua jornada.

Em suma, no mundo da inovação corporativa e principalmente quando falamos de startups, não existe fórmula mágica ou estratégia definitiva. E isso é o que faz o marketing, nesse setor, ser tão empolgante — cada dia traz uma nova estratégia, um novo teste e novos resultados. É experimentação e coleta de analytics constante.

*Bruno Barbosa é empreendedor e coordenador de marketing da Farma Ventures

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Bússola Trends: Cresce a importância do marketing orgânico

Bússola Trends: Experiência do cliente e corrida por leads

Maioria das empresas ainda não investe em leads qualificados para vendas