Educação é alicerce do cooperativismo

O Sistema Unimed destinou mais de R$ 49,5 milhões em programas de educação, capacitação profissional e desenvolvimento pessoal
Dentre os princípios do cooperativismo está o que congrega educação, formação e informação (Getty Images/Carol Yepes)
Dentre os princípios do cooperativismo está o que congrega educação, formação e informação (Getty Images/Carol Yepes)
Por BússolaPublicado em 06/05/2022 13:50 | Última atualização em 06/05/2022 10:29Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A primeira cooperativa do mundo, a Sociedade dos Pioneiros de Rochdale, Reino Unido, fundada em 1844, já ressaltava a importância da educação contínua. Dentre os princípios do cooperativismo está o que congrega educação, formação e informação. Para que uma sociedade seja justa, equilibrada e desenvolvida é fundamental priorizar o pilar da educação, celebrada mundialmente no dia 28 de abril.

Em 2020 — número mais recente divulgado pela Organização das Cooperativas Brasileiras, OCB —, o segmento de Educação representava 21% do ramo Trabalho, Produção de Bens e Serviços. Além de atuar diretamente no ensino, neste ramo, as cooperativas em geral também investem na educação de suas equipes e da sociedade, para cumprir seus preceitos de transparência, valorização do trabalho, livre adesão, decisões compartilhadas e interesse na comunidade.

De acordo com o balanço social consolidado pela Unimed do Brasil, em 2020 o Sistema Unimed destinou mais de R$ 49,5 milhões em programas de educação, capacitação profissional e desenvolvimento pessoal para colaboradores, médicos cooperados e comunidades, o que ressalta o seu compromisso com o tema. E foi essa premissa que levou, em 1995, à criação da Fundação Unimed, o seu braço educacional que, mais tarde, deu origem a uma faculdade. Já são mais 150 mil profissionais formados em todo território nacional, nas áreas de gestão, saúde e cooperativismo, entre turmas de pós-graduação, curta-duração e aperfeiçoamento, incluindo inúmeros opções gratuitas disponíveis para toda a população.

Há diversos exemplos do poder da educação para mudar a vida, a história e a trajetória. No ano passado, a Seguros Unimed foi escolhida o lugar mais incrível para trabalhar dentre todas as empresas de médio porte no Brasil. Recebemos, além disso, um destaque que nos deixou particularmente felizes: a mais incrível em educação corporativa, dentre todas as empresas avaliadas neste prêmio — parceria da Fundação Instituto de Administração (FIA/USP) com o UOL. Pensamos na educação de forma sistêmica, não somente para o nosso público interno, mas também apoiando entidades sociais na formação e na capacitação de jovens aprendizes.

Reafirmamos, assim, compromisso individual e coletivo, como maior sistema cooperativo de trabalho médico do mundo, com uma educação inclusiva, igualitária, transformadora e criativa, fundamental para que os indicadores sociais, econômicos e tecnológicos brasileiros deem um salto de qualidade nas próximas décadas. Parabéns a todos os profissionais que se dedicam à educação e vamos, juntos, cobrar que este tema esteja na pauta dos candidatos às eleições deste ano. Contem sempre com o cooperativismo para que este fomento seja ainda maior.

*Helton Freitas é médico sanitarista, presidente da Seguros Unimed e da Fundação Unimed, e diretor-geral da Faculdade Unimed

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Repercepção e inclusão para um futuro do trabalho melhor do que hoje

O novo doar: a confiança como base do investimento social

Acate e Eniac firmam ponte de inovação aberta entre universidade e mercado