Tecnologia

Facebook muda de nome e passará a se chamar Meta

A alteração será no nome da empresa-mãe, o que significa que a rede social continuará a se chamar Facebook; a mudança vem como parte do metaverso, conceito que vem sendo falado por Mark Zuckerberg desde julho

 (Facebook Reality Labs/Captura de tela/Reprodução)

(Facebook Reality Labs/Captura de tela/Reprodução)

LP

Laura Pancini

Publicado em 28 de outubro de 2021 às 15h18.

Última atualização em 28 de outubro de 2021 às 16h30.

Durante o evento Facebook Connect nesta quinta-feira, 28, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou que agora a companhia passará a se chamar Meta.

  • Não perca as últimas tendências do mercado de tecnologia: assine a EXAME por menos de R$ 0,37 e receba notícias em primeira mão.

A alteração será no nome da empresa-mãe, o que significa que a rede social continuará com o mesmo nome. Ela é dona não só do Facebook, como também do Instagram e WhatsApp. O Google fez a mesma coisa em 2005, quando se reorganizou em uma holding chamada Alphabet.

A mudança vem como parte da concentração em volta do metaverso, conceito que vem sendo falado pelo CEO desde julho. O grupo vem investindo fortemente em realidade virtual e realidade aumentada, especialmente com a subsidiária Oculus.

No evento, Zuckerberg explicou que o nome Facebook não abrange totalmente tudo o que a empresa faz. “No momento, nossa marca está intimamente ligada a um produto”, disse. “Mas, com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa metaverso.”

Novo logo da empresa-mãe do Facebook, que terá o nome de Meta

Novo logo da empresa-mãe do Facebook, que terá o nome de Meta (Facebook/Meta/Divulgação)

Recentemente, o Facebook vem sendo alvo de críticas por conta de documentos internos vazados pela ex-funcionária, Frances Haugen. O conteúdo divulgado indica que a rede social priorizou lucro em detrimento do público e que sabia, por exemplo, que o Instagram era prejudicial para mulheres jovens e adolescentes.

Em meio ao escândalo, a companhia divulgou o balanço do último trimestre nesta segunda-feira, 25, e mostrou resultados abaixo do esperado.

Acompanhe tudo sobre:Facebookmark-zuckerberg

Mais de Tecnologia

CEO do Spotify confirma que assinatura "deluxe" com áudio de alta fidelidade chegará em breve

CrowdStrike: o bug em mecanismo de segurança que causou o apagão cibernético

Apple TV+ faz em um mês audiência que a Netflix faz em um dia

Alphabet registra lucro líquido de US$ 23,6 bilhões no segundo trimestre de 2024

Mais na Exame