Demissões no Twitter: CEO diz que não há nada planejado 'no momento'

Mas nem mesmo o futuro de Parag Agrawal é dado como certo
 (Twitter/Divulgação)
(Twitter/Divulgação)
Por André LopesPublicado em 26/04/2022 10:48 | Última atualização em 26/04/2022 11:03Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, em uma conferência interna sobre a venda da rede social na segunda-feira, 25, falou muito sobre o futuro da empresa, mas pouco sobre o futuro de quem trabalha lá.

Segundo apurou o The Verge, o executivo,  que comanda a empresa desde novembro de 2021, afirmou que "as demissões não estão planejadas neste momento”, e que permanecerá como CEO até o fechamento do negócio, mas não comentou o que aconteceria depois disso.

"Há de fato incerteza sobre o que acontecerá após o fechamento do acordo”, disse Agrawal à equipe.

Quer ficar por dentro das maiores novidades da tecnologia? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia.

Funcionários foram contra a venda

Desde que a intenção de Musk de comprar o Twitter se tornou pública no início de abril, alguns funcionários do Twitter expressaram desconforto ou resistência total à aquisição da empresa pelo bilionário.

Já Musk deixou claro que quer ver mudanças na plataforma, insistindo que suas tentativas de comprá-la não são financeiras. Chamando o Twitter de “praça da cidade”, Musk disse na semana passada que acredita que o Twitter deveria “abrir o código do algoritmo”.

Além disso, Musk se concentrou repetidamente em destacar a utilidade do Twitter como um espaço de liberdade de expressão. Até Musk assumir, a equipe do Twitter pode ter que esperar para saber como as coisas vão mudar.

“Não temos todas as respostas”, disse Agrawal. “Este é um período de incertezas".

VEJA TAMBÉM

As seis promessas mais audaciosas que Elon Musk já fez no Twitter

10 frases inspiradoras de Elon Musk, o novo dono do Twitter

Compra do Twitter por Elon Musk faz criptomoeda dogecoin disparar 25%