Pop
Acompanhe:

Grupos no WhatsApp poderão ter até mil membros; saiba mais

Atualmente, 512 é o número de pessoas que o aplicativo permite em um grupo

WhatsApp: ferramenta também está testando novos recursos para os administradores de grupos (LightRocket/Getty Images)

WhatsApp: ferramenta também está testando novos recursos para os administradores de grupos (LightRocket/Getty Images)

Roberto Bodetti
Roberto Bodetti

10 de outubro de 2022, 12h46

O WhatsApp, aplicativo de mensagens mais utilizado entre os brasileiros de acordo com a pesquisa Mobile Time de 2020, permitirá em suas próximas atualizações a criação de grupos com 1024 membros. Atualmente, o número de pessoas que o aplicativo permite em um grupo é de 512.

De acordo com o portal WABetaInfo, a novidade foi descoberta por alguns usuários mais sortudos da versão de testes do aplicativo e que receberam a atualização em seus dispositivos. Sendo assim, a chegada dos grupos com maior capacidade ainda não tem uma data definida e ainda passa por uma fase de testes.

Além disso, o portal também apontou a criação de novas ferramentas para a função dos administradores do grupo, tudo com o objetivo de tornar a organização desses espaços maiores mais adequada. Um dos recursos novos para administradores é a lista de aprovação de membros, que ajuda a filtrar os membros que podem entrar nas conversas.

A concorrência do WhatsApp

A atualização do mensageiro mostra uma corrida para alcançar aplicativos concorrentes como o Telegram e o Discord, que já permitem a criação de grupos com capacidades de 200 mil e 500 mil membros respectivamente.

O aumento dos membros nos grupos da plataforma também pode ser uma tentativa de incentivar os usuários à utilizar o sistema de comunidades, que permite que usuários busquem e entrem em grupos de assuntos que tenham interesse.

Melhorias no envio de arquivos

Além das mudanças em grupos, o WhatsApp também implementou melhorias no envio de arquivos pela plataforma. Anteriormente o tamanho máximo permitido pela plataforma era de 100MB, mas isso mudou em junho, quando a plataforma aumentou em 20 vezes o tamanho permitido, subindo o limite de peso dos arquivos para até 2GB.

Leia também: