TUNÍSIA X AUSTRÁLIA AO VIVO:

Acompanhe lance a lance a partida da Copa do MundoVeja agora.

Último eclipse lunar do ano acontece em novembro; veja quando e como observar

O portal Time and Date projeta que o fenômeno no Acre, próximo da divisa com o Peru, terá proximidade máxima estimada para as 4h57 (horário de Brasília)
Eclipse Lunar: somente os moradores do Acre poderão ver o fenômeno parcialmente (Steve Russell / Colaborador/Getty Images)
Eclipse Lunar: somente os moradores do Acre poderão ver o fenômeno parcialmente (Steve Russell / Colaborador/Getty Images)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 03/11/2022 às 14:45.

Última atualização em 03/11/2022 às 14:46.

O último eclipse lunar deste ano vai ocorrer na próxima terça-feira, 8. Segundo informações da Nasa, agência espacial norte-americana, o fenômeno astronômico em que a Lua entra na sombra da Terra ficará visível na América do Norte, na América Central, no Equador e em partes da Ásia e da Oceania.

No Brasil, somente os moradores do Acre poderão ver o fenômeno parcialmente. Moradores de outros Estados brasileiros poderão acompanhar o eclipse lunar pela internet, embora seja possível que a lua fique mais escura em algumas regiões.

O instituto astronômico Lowell Observatory, no Arizona, nos Estados Unidos, fará a transmissão ao vivo do fenômeno pelo canal no YouTube, a partir das 6 horas (horário de Brasília). A previsão é de que o eclipse lunar seja total às 6h17. Para acompanhar, basta realizar o cadastro.

O portal Time and Date projeta que o fenômeno no Acre, próximo da divisa com o Peru, terá proximidade máxima estimada para as 4h57 (horário de Brasília).

Por meio do site será possível acompanhar a transmissão em tempo real a partir das 6 horas (horário de Brasília), realizada com um observatório móvel em Roswell, no Novo México.

Também é possível acompanhar o fenômeno pela transmissão do Observatório Griffith, na Califórnia, prevista para iniciar às 5 horas (horário de Brasília).

Pelas redes sociais, a Nasa também passa orientações sobre os horários em que o eclipse solar poderá ser melhor observado de cada localidade.

Diferentemente do eclipse solar, o observador não precisa usar óculos de sol. Um binóculos, no entanto, pode ajudar a ter melhor visibilidade. O primeiro eclipse lunar deste ano aconteceu em maio, com programação inclusive no Parque do Ibirapuera da noite do dia 15 para o dia 16.

LEIA TAMBÉM:

Nasa revela imagem do sol "sorrindo"; Veja foto

Impacto de meteorito em Marte é ouvido ao vivo pela Nasa