Com 10 filhos, Elon Musk tem planos de criar 'Musklândia' em Marte

Declaração foi feita ao bilionário Mark Cuban quando questionado a respeito de qual seria o tamanho ideal para a prole do fundador da Tesla
Musk: planos de criar uma nação própria em Marte estão na mente do bilionário (Ted Talk/Reprodução)
Musk: planos de criar uma nação própria em Marte estão na mente do bilionário (Ted Talk/Reprodução)
D
Da RedaçãoPublicado em 17/07/2022 às 14:41.

Dez filhos podem não ser o suficiente para Elon Musk. O bilionário fundador da Tesla e da SpaceX tem planos ousados para a própria vida e de sua prole ao longo dos próximos anos — considerando principalmente uma vida em Marte. O assunto não é necessariamente novo, mas ganhou nova vida com uma matéria publicada pela Fortune neste domingo, que traz um diálogo entre Mark Cuban, famoso bilionário do Shark Tank americano, e o filho de Errol Musk.

Cuban perguntou ao fundador da Tesla quantos filhos mais ele pretendia ter, depois de ter chegado à incomum marca de dez. A resposta de Elon Musk teria sido algo como "Marte vai precisar de pessoas". A tentativa de criar uma 'Musklândia' fora do planeta Terra é inusitada, mas condiz com a trajetória do bilionário e de sua família ao longo dos últimos anos.

Em 2021, a SpaceX realizou o primeiro voo orbital com civis no espaço, considerado o primeiro passo para que esse plano possa, de fato, acontecer.

Ainda olhando para a família, não custa lembrar que, nesta semana, o pai de Elon Musk (aos 76 anos) admitiu ter mais um filho com a enteada de 35 anos na última semana e é o autor da frase "a única coisa para a qual estamos na Terra é para reproduzir".

Os planos de Musk são ousados. Documentos apontavam que Musk, em 2020, já estaria trabalhando em um conjunto de leis a serem aplicadas no planeta vermelho. No que o documento deixa a entender, as leis da Terra não teriam validade em Marte e a companhia iria impor o seu próprio regime jurídico “autônomo” e “autossustentável” no planeta. A meta de Musk, ao menos a divulgada até o momento, é a de pousar foguetes Starship em Marte "bem antes de 2030".

Em 2018, numa entrevista à série de mini-documentários AXIOS, do canal HBO, o fundador da Tesla e da SpaceX afirmou que havia 70% de chance de que ele ainda viajasse para o planeta vermelho — e que acabasse se mudando em definitivo para lá. Segundo o executivo, a mudança se dará mais por necessidade do que por vontade.

Certo é que o bilionário não é o único que compete por um pedaço de terra por lá. Não custa lembrar que a Blue Origin, de Jeff Bezos, completou no ano passado o primeiro voo tripulado com o fundador da Amazon a bordo. No mesmo ano, o primeiro voo espacial tripulado da Virgin Galactic também se mostrou um sucesso. A questão sobre quem vai conseguir 'chegar lá' primeiro ainda permanece.