Startup da Embraer recebe encomenda de "táxi-voador" para humanos

Parceria prevê 200 unidades do eVTOL para transportar passageiros em cidades dos EUA e do Reino Unido

A Embraer criou uma empresa totalmente separada, batizada Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc., para desenvolver veículos elétricos de decolagem e pouso vertical (eVTOL) há menos de um ano. E a startup da gigante aeronáutica já recebeu encomenda de 200 unidades do “táxi-voador” para a anglo-americana Halo. E um detalhe: o modelo só deverá ficar pronto em 2026.

Mais que a relação entre fornecedor e cliente, o pedido coloca ambas as empresas como parcerias na criação do ecossistema de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) em todo o mundo. Isso porque, a Halo já é líder em táxi aéreo de helicópteros nos Estados Unidos e no Reino Unido, colaborando com a logística para essa nova operação – e que inclui gestão de tráfego, serviços e frotas.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Invest Pro

“Acreditamos que a Eve está projetando uma aeronave bem preparada para a certificação inicial e, além disso, apresenta um histórico comprovado de produção. Os excelentes legados em design, certificação e produção que a Embraer tem garantem à Eve com vantagens importantes”, diz Kenneth C. Ricci, diretor do Directional Aviation, fundo de investimentos do qual a Halo faz parte.

“Esta parceria é um passo importante para assumirmos posição como líder global na indústria de UAM. E estamos prontos para construir o futuro da mobilidade com nossos parceiros de forma colaborativa. Eles estão alinhados à nossa missão de criar soluções completas de UAM e este pedido é um marco para nós em mercados importantes.”, diz Andre Stein, presidente e CEO da Eve.

Essa é a primeira parceria internacional entre operadoras de eVTOL e se soma ao trabalho que a startup da Embraer já faz no mercado britânico como líder de um consórcio criado para resolver as questões de regulamentação e operação que viabilizem a operação de “táxi-voadores” em Londres. A expectativa é de ambas colaborem com os programas da Autoridade de Aviação Civil do país.

Fundada em outubro de 2020, a Eve saiu da EmbraerX, divisão da companhia brasileira responsável pela criação de drones capazes de transportar humanos. E, meses antes de lançar a novata, foram realizados os primeiros voos em simulador do novo eVTOL – o primeiro protótipo em escala foi revelado junto com a própria startup. E, além de aeronaves, a Eve criará os softwares de gestão.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.