Invest

Magalu cria novo programa de recompra de ações

Último programa de recompra da companhia movimentou 890 milhões de reais

Centro de Distribuição do Magazine Luiza | Foto: Leandro Fonseca/Exame (Leandro Fonseca/Exame)

Centro de Distribuição do Magazine Luiza | Foto: Leandro Fonseca/Exame (Leandro Fonseca/Exame)

GG

Guilherme Guilherme

Publicado em 27 de agosto de 2021 às 09h19.

Última atualização em 27 de agosto de 2021 às 09h34.

A Magazine Luiza (MGLU3) o término e a criação de um novo programa de recompra de ações. Segundo fato relevante emitido pela companhia nesta manhã, foram adquiridas 40 milhões de ações por um preço médio de 22,27 reais, o equivalente a 890 milhões de reais no total.

Para o novo programa, o objetivo é comprar mais 40 milhões de ações, cerca de 1,41% dos papéis em livre circulação. O prazo de encerramento do programa é de 18 meses.

Segundo a Magazine Luiza, o principal objetivo do programa de recompra é "maximizar a geração de valor para os acionistas". A empresa também informou que as ações poderão ser utilizadas para "fazer frente às obrigações decorrentes do plano de opções de ações e do plano de remuneração baseado em ações, dirigidos a seus executivos e colaboradores" e para possíveis pagamentos por aquisição de participação em outras companhias.

Acompanhe tudo sobre:Açõesbolsas-de-valoresMagazine Luiza

Mais de Invest

5 frases que todo investidor precisa saber

"O mundo está passando por um processo grande de transformação", diz André Leite, CIO da TAG

Existe herança de dívidas? O que acontece se o falecido possuir dívidas?

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 61 milhões na poupança

Mais na Exame