Brasil inicia novo tratamento para pacientes com coronavírus

Em estado grave, pacientes brasileiros diagnosticados com a covid-19 começaram a receber infusões de plasma sanguíneo

Três pacientes brasileiros diagnosticados com coronavírus e internados em estado grave no Instituto Estadual do Cérebro (IEC), no Rio de Janeiro, estão recebendo um tratamento experimental contra a doença. A técnica utiliza infusões de plasma sanguíneo como forma de amenizar os efeitos da covid-19.

O novo tratamento está sendo realizado pelo IEC em parceria com o Laboratório de Virologia Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e com o Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti, o Hemorio. A iniciativa se deu por conta dos resultados positivos do tratamento em pacientes em estado crítico nos Estados Unidos e em outros países.

Os testes começaram a ser realizados já neste fim de semana em duas mulheres com 62 e 63 anos de idade e em um homem com 34 anos. Em estado grave de saúde e mantidos vivos graças a equipamentos de ventilação mecânica, todos receberam o plasma de um único doador.

A previsão do IEC é de que outros 17 pacientes sejam inclusos no tratamento já nos próximos dias. Conforme o tratamento indique resultados positivos, outras 80 pessoas diagnosticadas com coronavírus estarão aptas para iniciarem as infusões. As próximas etapas devem contar com um número ainda maior de pacientes.

Se isso acontecer, é necessário que se aumente também o número de doadores. Segundo o Hemorio, somente no domingo (20), mais de 600 pessoas já se cadastraram como interessados em doar plasma.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.