Coronavírus tem mais de 3,5 milhões de infectados no mundo

Os Estados Unidos concentram cerca de um terço do total, com pouco mais de 1 milhão de infectados com a covid-19

Desde que os primeiros casos começaram a ser reportados na China em dezembro, o coronavírus já infectou mais de 3,4 milhões de pessoas, levando à morte 242.270, de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins.

Com mais de 1,1 milhão de casos, os Estados Unidos são o epicentro da doença. Espanha vem em segundo lugar, com cerca de 213.000 infectados e mais de 24.000 mortes. Itália tem 209.000 casos e mais de 28.700 óbitos. Na China, onde tudo começou, há a estabilidade com cerca de 84.000 casos.

O espalhamento rápido do vírus fez a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificá-lo como pandemia e levou a quedas de dois dígitos nas principais bolsas de valores do mundo – o índice brasileiro Ibovespa já caiu 30% desde o começo de 2020, apesar de algumas altas recentes.

Em meio ao caos, governos começam a dar uma série de respostas para conter a crise. Para além de pacotes de estímulo econômico, como cortes de juros e planos de investimento e socorro a alguns setores afetados, uma série de países estabeleceu ordens para cancelamento de aglomerações, toque de recolher e fechamento ou maior controle de fronteiras.

Os cenários mais críticos estão nos Estados Unidos, na Itália, na Espanha e na França.

No mapa abaixo, a EXAME compilou o número de casos e medidas de prevenção tomadas por alguns dos países mais afetados pelo novo coronavírus.

Coronavírus no Brasil

Nesta quinta-feira, 30, o país contabiliza 85.380 casos confirmados e 5.901 vítimas da covid-19. A taxa de letalidade é de 6,9%.

Os números são parte da contagem oficial e podem ser inferiores à quantidade real de casos, uma vez que nem todos os brasileiros estão sendo testados. Veja no mapa abaixo os casos por estado brasileiro, segundo a contagem do Ministério da Saúde, e medidas contra o coronavírus tomadas por algumas regiões.

 

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.