Acusações de abuso de Heard são brutais, cruéis e falsas, diz Johnny Depp

Batalha multimilionária entra em sua reta final na Justiça americana
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
Por Agência O GloboPublicado em 25/05/2022 17:01 | Última atualização em 25/05/2022 17:27Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Johnny Depp voltou ao banco das testemunhas nesta quarta-feira, 25, para refutar o depoimento de sua ex-esposa Amber Heard na batalha multimilionária por difamação que corre na Justiça americana. O ator afirmou que as acusações de abuso que a atriz fez contra ele eram "inimaginavelmente brutais, cruéis e falsas".

LEIA TAMBÉM: Juíza nega pedido de Depp para arquivar processo de Amber Heard contra ele

A estrela de Piratas do Caribe, de 58 anos, está processando Heard em US$ 50 milhões, alegando que ela prejudicou sua imagem ao afirmar que foi vítima de abuso doméstico em artigo publicado no The Washington Post. Heard, de 36 anos, também processa o ex-marido, em US$ 100 milhões, argumentando que o mesmo a difamou ao qualificar suas alegações como uma "farsa".

Hoje, a equipe jurídica de Depp o chamou para novo depoimento com o objetivo de refutar várias das acusações de Heard, que citou inúmeros casos de abuso físico e sexual antes e durante o casamento.

Sob interrogatório, Depp usou uma série de adjetivos para descrever como se sentiu ao ouvir os relatos de Heard durante o julgamento, agora em sua sexta e última semana.

"Horrível, ridículo, humilhante, doloroso, selvagem. Inimaginavelmente brutal, cruel e falso. Tudo falso", apontou o ator. "Nenhum ser humano é perfeito, mas eu nunca na minha vida cometi agressão sexual, abuso físico."

LEIA TAMBÉM: Johnny Depp x Amber Heard: julgamento entra na última semana

As alegações finais do julgamento, que está sendo realizado no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, estão marcadas para sexta-feira. Mais cedo nesta quarta-feira, a modelo britânica Kate Moss apareceu brevemente para refutar a alegação de Heard sobre "rumores" de uma situação em que Depp teria empurrado Moss de uma escada quando os dois estavam namorando na década de 1990.

Moss testemunhou que escorregou na escada e machucou as costas durante as férias do casal na Jamaica. Depp correu para ajudá-la, carregou-a para o quarto e chamou os serviços médicos, disse ela.

"Ele nunca me empurrou, me chutou ou me jogou escada abaixo", disse Moss, que apareceu via vídeo da Inglaterra.

(Agência O Globo)

LEIA TAMBÉM: