Um conteúdo Bússola

Unicamp abre inscrições para curso de extensão de mobilidade elétrica

Com foco em estratégia e novos negócios, curso visa preparar gestores públicos, empreendedores e pesquisadores para a transição energética
 (Creative Commons/Creative Commons)
(Creative Commons/Creative Commons)
B
BússolaPublicado em 02/03/2022 às 18:01.

A eletrificação da mobilidade está chegando com força no mercado brasileiro, apesar de inúmeras barreiras que a tecnologia ainda impõe. Em 2020, foram emplacadas 34.990 unidades de veículos eletrificados, que incluem os 100% elétricos, os híbridos e híbridos plug-in. De olho no cenário, a Unicamp, por meio da Extecamp, Escola de Extensão, abriu as inscrições da terceira turma do curso “Mobilidade Elétrica: Políticas, Planejamento e Oportunidade de Negócio”.

As inscrições para a terceira turma, que contará com carga horária de 60 horas online, estarão disponíveis até dia 2 de maio. As aulas terão início no dia 10 de maio e serão realizadas às terças e quintas, das 19h às 22h. O valor do curso é de R$ 2.950,00 à vista ou em até cinco vezes no cartão de crédito ou boleto bancário. Para as empresas, desconto de 10% para inscrição de dois colaboradores e 15% para três ou mais funcionários. 

Com especialistas de renome no segmento de eletromobilidade, como Fernando Campagnoli, Edgar Barassa, Tatiana Bermúdez e Robson Ferreira da Cruz, o curso é indicado para profissionais que tenham envolvimento com o tema da mobilidade.

Para Flávia Consoni, coordenadora do curso, o mercado vai se transformar rapidamente e aqueles que estiverem preparados para implementar políticas públicas ou estratégia de negócios sairão na frente.

Segundo ela, o caminho da descarbonização é inevitável, seja pela consciência e necessidade iminente de poupar nosso planeta dos gases de efeito estufa, pela necessidade de melhorar a qualidade do ar nos centros urbanos mais populosos ou mesmo pela exigência do mercado, que já aplica regras bastante rígidas quanto os princípios do ESG.

“Trazer essa discussão, das iniciativas nacionais e internacionais, para o mundo acadêmico e promover esta interação com o mercado é dar um passo adiante em um processo que corre em ritmo acelerado”, afirma Consoni.

Já para Carolina Grangeia, aluna da primeira turma, ministrada no primeiro semestre de 2021, o background dos professores criou uma expectativa elevada, mas a engenheira civil e ambiental acabou sendo surpreendida com algo muito maior. “A turma se envolveu, se divertiu e cresceu nas aulas, criou conexões e inclusive parcerias profissionais. Saí com um sentimento de que ainda temos muito o que discutir sobre o desenvolvimento da mobilidade elétrica em todas as esferas (municipal, estadual, federal e global), porém, inspirada e esperançosa com tamanha bagagem que adquiri ao longo do curso”, diz.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também