Procrastinação não é preguiça, mas pode atrapalhar sua vida profissional

Além do acompanhamento para os casos que envolvem questões emocionais, há uma lista de técnicas que podem ajudar a lidar com a procrastinação

Por Flavia Rezende*

“Essa é uma tarefa para o meu eu do futuro”. Você já deve ter visto essa frase em vídeos que ironizam a mania de deixar tudo para a última hora. O meme da vez é um problema muito antigo do ser humano: a procrastinação. Pasmem, o poeta grego Hesíodo já falava sobre isso em 800 a.C, quando escreveu “que não devemos deixar o trabalho para amanhã e depois de amanhã”.

Siga Bússola nas redes:  InstagramLinkedin  | Twitter  |   Facebook   |  Youtube 

Na vida profissional, o procrastinador pode levar a fama de pessoa desorganizada, sem responsabilidade e que negligencia suas tarefas, afetando o progresso de sua carreira. Atrasar o início de uma atividade significa que você terá menos tempo para executá-la, resultando em trabalhos mal-feitos, incompletos ou entregues fora do prazo. Somado a isso, vem o estresse e a sensação de culpa, afinal, nem sempre postergamos nossos deveres de forma consciente.

Um famoso estudioso do tema, professor Joseph Ferrari, da Universidade DePaul, de Chicago, classificou a procrastinação como “o atraso intencional e frequente no início ou no término de uma tarefa que causa desconforto subjetivo, como ansiedade ou arrependimento”. De fato, a dificuldade em iniciar atividades importantes não tem nada a ver com preguiça. Muitas vezes, problemas emocionais como a ansiedade e a depressão podem estar relacionados, assim como outros fatores psicológicos que acabam influenciando na produtividade do profissional.

Além do acompanhamento para os casos que envolvem questões emocionais, há uma lista de técnicas que podem ajudar a lidar com a procrastinação no dia a dia. Listo algumas delas:

  • Técnica Pomodoro

técnica Pomodoro, desenvolvida em 1988 pelo italiano Francisco Cirillo, é um método de gestão de tempo que alterna a realização de tarefas com tempo de descanso. Alguns aplicativos oferecem o passo a passo para a utilização do método, como “Be Focused” e “Focus To Do”.

  • Pequenos passos

Estabelecer metas baixas e começar com tarefas mais simples é uma tática para estimular o início das atividades.

  • Encare as suas emoções

A dificuldade de começar algo pode estar relacionada ao medo de falhar nesta tarefa.

  • Evite se culpar

Sentimentos negativos causam desmotivação e levam à procrastinação.

  • Procrastinação estruturada

Faça uma lista das suas atividades e inclua também aquelas que são inevitáveis e parte do dia a dia, como almoçar, por exemplo. A sensação de realização ao completar itens dessa, mesmo os mais simples, irá gerar motivação para que você conclua os demais.

Flavia Rezende* é sócia-diretora da Loures Consultoria

Assine os Boletins da Bússola

Mais da Bússola:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também