Um conteúdo Bússola

Em relatório de responsabilidade social, Metlife destaca avanços em ESG

Seguradora desenvolveu mais de 12 projetos locais e subsidiados, e estruturou um Comitê de Sustentabilidade para alcançar os compromissos ODS
Objetivo é mostrar as ações da companhia em projetos subsidiados pela MetLife Foundation, projetos sociais locais e iniciativas em sustentabilidade (Getty Images/Getty Images)
Objetivo é mostrar as ações da companhia em projetos subsidiados pela MetLife Foundation, projetos sociais locais e iniciativas em sustentabilidade (Getty Images/Getty Images)
B
BússolaPublicado em 13/04/2022 às 19:55.

A MetLife, empresa de serviços financeiros, publica a edição 2021 do seu Relatório Anual de Responsabilidade Social, cujo objetivo é mostrar as ações da companhia em projetos subsidiados pela MetLife Foundation, projetos sociais locais e iniciativas em sustentabilidade, além de reforçar alguns dos seus compromissos com a agenda ESG. O conteúdo evidencia o compromisso da MetLife em alicerçar suas ações aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e ao cumprimento de 11 metas ambientais globais até 2030.

Entre as temáticas abordadas no material, estão destacadas 12 grandes iniciativas colocadas em prática em 2021 em prol do meio ambiente e do clima, equidade e inclusão, saúde, bem-estar e crescimento sustentável. Foram elas: Floresta MetLife Itaú, Fit Pelo Bem, Desafio Jovem, Carta e Carreira, Voluntariado com Propósito entre outras.

“Mais do que impactar a sociedade, o nosso Relatório traduz um pouco do nosso propósito de ajudar na construção de um futuro mais seguro para as pessoas”, afirma Thais Catucci, gerente de Comunicação Interna, Responsabilidade Social e Sustentabilidade da MetLife Brasil.

A MetLife atua no Brasil há mais de 22 anos e, desde então, trabalha para transformar a maneira com que as pessoas lidam com as suas finanças, planejam seu futuro, protegem seu patrimônio e zelam pela sua família. Desta forma, os seus valores e a sua conduta são peças-chave na construção de uma agenda ESG sólida, pautada nos pilares ambiental, social e de governança; assim como as iniciativas em sustentabilidade, responsabilidade social, diversidade, equidade e inclusão contribuem para levar mais qualidade de vida, saúde, bem-estar e educação a milhares de pessoas.

Conheça alguns dos projetos do Relatório Anual de Responsabilidade Social

Com a iniciativa Fit Pelo Bem Brasil, a cada 30 minutos de exercícios realizados pelos colaboradores, a MetLife doava R$ 50 para os projetos da ONG Habitat para a Humanidade. Ao todo, foram doados R$ 175.200 mil, valor acima da meta, para a ajuda na reforma de moradias de diversas famílias.

Como forma de apoiar na inserção social, dois projetos foram realizados. O Desafio Jovem, em parceria com a Atados, levou mentorias para jovens em situação de vulnerabilidade, ajudando-os a encontrar seu propósito e desenvolver seu projeto de vida. Eles também receberam tratamento odontológico gratuito por um ano. Já o Carta e Carreira, possibilitou a troca de experiências e carreira profissional com o apoio de 240 cartas.

Ainda na frente social, o Voluntariado com Propósito, engajou os colaboradores com crianças de seis e sete anos de idade por meio de cartas com mensagens de esperança, que as incentivava a confiarem no futuro, mesmo num período de crise e incertezas. A comunicação foi fundamentada na metodologia do projeto “Sonhar, Planejar e Alcançar: Fortalecimento Financeiro para Famílias”.

No que diz respeito às questões ambientais, no ano de 2021, a empresa MetLife formou o Comitê de Sustentabilidade para garantir que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela ONU e adotados globalmente pela companhia, sejam considerados e colocados em prática até 2030.

Um dos projetos que foi destaque nesta frente foi o Floresta MetLife Itaú, no qual líderes da MetLife e do Itaú se reuniram e apoiaram a plantação de mais de 700 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica em uma floresta exclusiva, dentro do projeto Jacarandás, na região de Nazaré Paulista, em São Paulo, área que irá se tornar reserva particular de patrimônio natural.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

3 perguntas de ESG para Eliezer Silveira Filho, da Roost

ESG e o papel dos operadores independentes no Nordeste brasileiro

Desmatamento em bacias hidrográficas equivale a 15 cidades de SP