Um conteúdo Bússola

Com IA, startup reduz 40% o custo de transporte de carga dos clientes

RoutEasy recebeu aporte de R$ 58 milhões no ano passado e viu demanda crescer 54% entre 2020 e 2021
Com aplicativo, clientes da startup têm transparência sobre a operação (VEJA SAO PAULO/VEJA)
Com aplicativo, clientes da startup têm transparência sobre a operação (VEJA SAO PAULO/VEJA)
Por BússolaPublicado em 02/05/2022 09:14 | Última atualização em 02/05/2022 09:14Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Inteligência artificial, soluções de otimização de rotas de entregas e coleta, planejamento, controle operacional e gestão de serviços de campo. Tudo isso aplicado em um SaaS (software as a service). Com esse serviço, os mais de 300 clientes da RoutEasy, startup do setor de transporte de cargas, conseguiram uma economia de até 40% na logística. Isso em um período em que o comércio eletrônico, principal usuário do serviço, não para de crescer.

Dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico (PCCE), elaborada pela FecomercioSP em parceria com a Ebit/Nielsen, demonstram que, em 2021, o segmento online teve alta de 39% em comparação com o ano anterior. Esse crescimento, puxou também o setor de transporte de cargas –cresceu 38% no primeiro quadrimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, segundo o Índice de Movimentação de Cargas do Brasil, publicado pela AT&M.

Com o investimento em tecnologia, a RoutEasy viu sua demanda por serviços logísticos saltar 54% de 2020 para 2021 e recebeu um aporte no valor de R$ 5,8 milhões em agosto de 2021

A solução da empresa conta com algoritmo genético, plataforma de roteirização em nuvem e torre de controle com gestão em tempo real.

A inteligência artificial otimiza e integra processos, garantindo maior produtividade e menor custo de entrega. Também faz análise de informações da carga, como características das mercadorias, destinos e disponibilidade de veículos.

“Nossos clientes têm acesso a um aplicativo em que o motorista registra as informações de rota e status dos serviços. Com isso, as empresas têm visibilidade e conhecimento da operação em tempo real”, afirma Caio Reina, CEO e fundador da empresa.

Em abril de 2021, foram roteirizados pela empresa 9 milhões de pontos, um aumento de 67% em comparação com janeiro de 2020, quando a pandemia ainda não havia impactado os setores da economia. Hoje, a operação da RoutEasy é predominantemente nacional, mas a empresa já iniciou atividades em outros países da América Latina, como Colômbia, México e Costa Rica.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Com IA, 5 maiores bancos privados podem economizar R$ 1,3 bi em cobrança

Checkout transparente melhora a experiência e evita abandono de carrinho

Andréa Fernandes: consumidor abraça compra online de alimentos e bebidas