Um conteúdo Bússola

Checkout transparente melhora a experiência e evita abandono de carrinho

61% dos brasileiros já abandonaram o carrinho ao realizar compras online, e a falta de um checkout transparente é um dos principais motivos
Um checkout complexo, com redirecionamentos, pode prejudicar as vendas da loja online. (TransUnioin/Divulgação)
Um checkout complexo, com redirecionamentos, pode prejudicar as vendas da loja online. (TransUnioin/Divulgação)
Por BússolaPublicado em 27/04/2022 19:00 | Última atualização em 27/04/2022 18:06Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Por Ralf Germer*

O checkout é um dos momentos mais importantes na jornada de compra: é quando o cliente já incluiu todos os itens no carrinho e inicia o pagamento. Por isso, essa etapa não pode, em hipótese alguma, gerar dúvidas ao consumidor. É fundamental oferecer clareza, simplicidade e variedade de métodos de pagamento.

Um checkout complexo, com redirecionamentos, pode prejudicar as vendas da loja online. Segundo pesquisa realizada pela Enext, empresa de consultoria de e-commerce e marketing digital, 61% dos brasileiros já abandonaram o carrinho ao realizar compras online, e a falta de um checkout transparente é um dos principais motivos. O consumidor precisa ter a tranquilidade de finalizar uma compra sem sair da página de origem no site, conhecer quais são as formas de pagamento oferecidas, número de parcelas, juros, taxas e outras informações, de forma objetiva e clara.

É importante lembrar que quanto maior a oferta de métodos de pagamento, maiores as chances do consumidor finalizar a compra e efetuar o pagamento. De acordo com o Instituto Locomotiva, o número de desbancarizados no Brasil chegou à marca de 16 milhões em 2021. Portanto, disponibilizar mais opções de pagamento para a população, como o boleto, o segundo método mais usado no Brasil, é um diferencial para os negócios.

Após mais de um ano de lançamento, o Pix também se tornou uma das principais ferramentas de pagamento do Brasil. Conforme dados do Banco Central, até o final de 2021 foram mais de 380 milhões de chaves cadastradas, entre pessoas físicas e jurídicas, o que retrata a ótima aderência ao método de pagamento instantâneo. O Pix oferece caminhos diferentes para concluir a transação: é possível utilizar o Pix Copia e Cola ou escanear o QR code exibido na tela. Por isso, é importante esclarecer detalhadamente como utilizar os dois formatos para não gerar dúvidas ao consumidor.

Além do Pix, é preciso ter atenção para não preterir outras formas de pagamento.  Oferecer apenas as modalidades mais populares e esquecer daqueles que não são muito utilizados pode ser prejudicial para qualquer negócio. O cartão de débito é um exemplo. Utilizado por 66% dos consumidores em compras fora da internet, segundo pesquisa da Opinion Box, perde espaço no e-commerce devido à complexidade na hora de concluir a compra, já que o usuário é redirecionado para a página do banco emissor.

Felizmente, já existem soluções no mercado que facilitam o uso do cartão de débito em pagamentos online — como o Débito Flash, que elimina redirecionamentos e proporciona uma experiência de pagamento fluída, inclusive em dispositivos móveis.

Estar atento aos métodos de pagamento oferecidos e buscar auxílio de tecnologias para melhorar a experiência dos usuários pode trazer bons frutos para qualquer negócio online. Consequentemente, o nível de satisfação com o e-commerce irá aumentar, bem como as conversões e a chance de fidelização de clientes.

*Ralf Germer é CEO e cofundador da PagBrasil — fintech brasileira

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também