Um conteúdo Bússola

Caio Carneiro: cuidado com a adaptação prejudicial

Adaptação é uma poderosa habilidade que, se mal utilizada, pode se tornar uma grande inimiga
Nada mais eficiente que uma autoanálise (Freepik/Reprodução)
Nada mais eficiente que uma autoanálise (Freepik/Reprodução)
B
Bússola

Publicado em 23/09/2022 às 18:30.

Última atualização em 23/09/2022 às 18:37.

Adaptação é uma poderosa habilidade que, se mal utilizada, pode se tornar uma grande inimiga

Por Caio Carneiro*

É fato que, se existe algo que destaca o ser humano de todos os outros seres vivos, esse algo é a nossa grande capacidade adaptativa. Há inclusive uma frase bem famosa de Leon Megginson que diz o seguinte: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Fica inquestionável dizer que essa grande habilidade de adaptação foi o que nos fez chegar ao topo da cadeia alimentar, porém, cada vez mais e em uma frequência maior, pessoas estão usando essa habilidade de maneira danosa, algo que chamo de “adaptação prejudicial”, ou seja, utilizar uma habilidade contra nós mesmo.

Quantas pessoas, independentemente das esferas de sua vida, sejam profissionais ou pessoal, estão se adaptando a coisas que não fazem bem, sejam elas oriundas de qualquer natureza: o ambiente em que frequenta, o jeito em que é tratado, os relacionamentos que cultiva, acontecimentos na carreira que possui, entre tantos outros fatores que permeiam nossas vidas.

Não existe mal maior que possamos fazer a nós mesmos do que o de nos acostumarmos com coisas que não deveríamos nos acostumar e usarmos a nossa capacidade adaptativa apenas como uma forte anestesia para mascarar a dor das decisões, mudanças, correções e ajustes que devemos fazer.

Por isso, nada mais eficiente nesta hora do que uma autoanálise, darmos alguns passos para trás e refletirmos sobre as coisas ao nosso redor. Desafios sempre vão existir, seria imaturo de nossa parte (até mesmo leviano) não aceitar a realidade de uma vida adulta e madura.

Resoluções de problemas fazem parte da nossa rotina e cotidiano, porém, muitas vezes nossa rotina nos entorpece e nos faz perder a clareza do que são os desgastes provenientes de problemas corriqueiros ou de circunstâncias prejudiciais que estamos nos adaptando, e aos poucos, matando nossa alegria e entusiasmo.

Faça hoje algumas reflexões e se pergunte: quais são as coisas as quais eu estou me adaptando e que são prejudiciais não somente a mim, mas a meus planos, sonhos e projetos?

Pare de se anestesiar e faça as mudanças necessárias, isso é sinal de força e inteligência.

*Caio Carneiro é empreendedor, investidor, expert em Vendas Diretas, palestrante e autor do best-seller Seja Foda!, livro de negócios mais vendido do país e também do livro Enfodere-se!

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a EXAME. O texto não reflete necessariamente a opinião da EXAME.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Joel Jota: quem fala com todo mundo, não fala com ninguém

Você sabe o que são franquias home based? Veja como investir

Encantar o cliente é a arte de superar expectativas, com cuidado e empatia