Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Veja quanto tempo de TV cada presidenciável terá na propaganda eleitoral

À frente na disputa pelo Palácio do Planalto, Lula e Bolsonaro terão direito a metade do tempo total de propaganda distribuído entre todos os candidatos
 (SOPA Images/Andressa Anholete/Getty Images)
(SOPA Images/Andressa Anholete/Getty Images)
A
Alessandra AzevedoPublicado em 18/08/2022 às 18:22.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta quinta-feira, 18, o tempo que cada candidato à Presidência da República terá para propagandas eleitorais gratuitas, que começam a ser veiculadas no rádio e na televisão em 26 de agosto. O horário eleitoral gratuito, no primeiro turno das eleições, vai até 29 de setembro.

À frente na disputa pelo Palácio do Planalto, os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que têm as coligações mais fortes, terão direito a metade do tempo total de propaganda distribuído entre todos os candidatos (veja a divisão completa abaixo).

Os partidos podem pedir para que o TSE revise os números até o fim desta quinta-feira. O julgamento definitivo sobre o tema será na terça-feira, 23.

Divisão do tempo

Veja como foi distribuído o tempo de propaganda eleitoral gratuita, organizado do maior tempo para o menor:

  • Lula (PT): 3 minutos e 39 segundos
  • Jair Bolsonaro (PL): 2 minutos e 38 segundos
  • Simone Tebet (MDB): 2 minutos e 20 segundos
  • Soraya Thronicke (UB): 2 minutos e 10 segundos
  • Ciro Gomes (PDT): 52 segundos
  • Roberto Jefferson (PTB): 25 segundos
  • Luiz Felipe d’Avila (Novo): 22 segundos

    Ordem de exibição

    O TSE sorteou a ordem de veiculação do primeiro dia de propaganda para presidente. A cada dia, essa ordem muda. O que estiver em primeiro lugar em um dia, cairá para o último no dia seguinte. Veja a ordem prevista para o dia 26 de agosto:

    1. Roberto Jefferson (PTB)
    2. Soraya Thronicke (UB)
    3. Felipe d’Avila (Novo)
    4. Lula (PT)
    5. Simone Tebet (MDB)
    6. Jair Bolsonaro (PL)
    7. Ciro Gomes (PDT)

    Inserções

    Durante os 35 dias de propaganda eleitoral gratuita, os candidatos também terão direto a inserções de 30 segundos na programação:

    • Lula (PT): 286 inserções
    • Jair Bolsonaro (PL): 207 inserções
    • Simone Tebet (MDB): 184 inserções
    • Soraya Thronicke (UB): 170 inserções
    • Ciro Gomes (PDT): 68 inserções
    • Felipe D'Ávila (Novo): 29 inserções
    • Roberto Jefferson (PTB): 33 inserções

    Excluídos

    Ficarão de fora do horário eleitoral gratuito Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e Eymael (DC), por não terem cumprido a chamada cláusula de barreira, regra de desempenho exigida para que os partidos tenham acesso ao tempo de propaganda e ao fundo partidário. 

    A exigência é que, nas eleições de 2018, as legendas tenham conseguido eleger pelo menos nove deputados federais, distribuídos em pelo menos nove unidades da federação, ou tenham obtido no mínimo 1,5% dos votos válidos, também distribuídos em nove ou mais unidades da federação, com pelo menos 1% dos votos válidos em cada uma delas.

    Regras

    Serão dois blocos de propagandas por dia no rádio, às 7h e às 12h, e dois na televisão, às 13h e às 20h30. Cada um terá 12 minutos e 30 segundos de duração. Além disso, haverá inserções de 30 segundos durante a programação das emissoras, entre 5h e meia-noite.

    Pelas regras do TSE, 10% do tempo total são divididos igualmente entre os candidatos. Os outros 90% são calculados com base na representação na Câmara dos Deputados dos partidos que fazem parte das coligações. Ou seja, quanto mais deputados uma legenda tiver conseguido eleger em 2018, mais o presidenciável apoiado por ela aparecerá na programação.

    As propagandas dos candidatos à Presidência serão exibidas às terças-feiras, quintas-feiras e sábados. As dos candidatos a deputados federais serão nesses mesmos dias, em horários diferentes, e as dos candidatos a governadores, senadores e deputados estaduais/distritais entrarão no ar às segundas, quartas e sextas-feiras.

     

     

    LEIA TAMBÉM