Brasil
Acompanhe:

Quem são os mais cotados para Lula indicar ao comando das Forças Armadas

O petista se programava para indicar seus ministros apenas após a diplomação

 (Isac Nóbrega/Agência Brasil)

(Isac Nóbrega/Agência Brasil)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 8 de dezembro de 2022, 16h03.

Última atualização em 8 de dezembro de 2022, 17h11.

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem três nomes para o comando das Forças Armadas. Seguindo o critério da antiguidade na seleção dos comandantes, o petista deve escolher o general Júlio Cesar Arruda para o Exército, o almirante Aguiar Freire para a Marinha e o brigadeiro Marcelo Damasceno para a Aeronáutica.

Lula avalia anunciar, ainda nesta quinta-feira, 8, o nome de José Múcio Monteiro como novo ministro da Defesa. O petista se programava para indicar seus ministros apenas após a diplomação, na segunda-feira da próxima semana, 12, mas o convite a Múcio já estava acertado, como mostrou o Estadão.

Exército

O general Júlio Cesar Arruda é o mais cotado para assumir a liderança do Exército. Aos 63 anos, Arruda é um dos poucos cuiabanos na área militar a atingir o posto de general de 4 estrelas do Exército brasileiro, o mais alto da corporação.

Arruda já atuou como comandante da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e como chefe do Comando Militar do Leste, que engloba Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Conhecido pela liderança e perfil conciliador, o general Arruda já liderou 46 mil homens em mais de 100 unidades nos três estados. Arruda recebeu o posto no CM do Leste em abril de 2019, quando o general Walter Braga Netto, vice de Jair Bolsonaro (PL) nas últimas eleições, deixou o cargo.

O general ainda possui doutorado em ciências militares pela Escola de Comando e Estado, com ênfase em engenharia e operações especiais, e exerceu a função de assessor militar do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI).

Marinha

O nome do almirante Aguiar Freire é cotado para a liderança da Marinha. Em dezembro de 2021, Freire assumiu o cargo de Chefe do Estado-Maior da Armada (Cema) e permanece no cargo desde então. Ele foi declarado Guarda-Marinha em 1981.

Aeronáutica

O brigadeiro Marcelo Damasceno deve ser indicado pelo presidente eleito Lula como comandante da Aeronáutica. Atualmente, Damasceno é chefe do Estado-Maior da Aeronáutica; ele assumiu o cargo em outubro de 2020.

Damasceno já atuou como secretário do Ministro da Aeronáutica, comandante do Grupo de Transporte Especial — que realizam os transportes presidenciais e de outras autoridades — e da Base Aérea de Brasília. O brigadeiro é formado em administração de empresas e tem cursos nas áreas de política e estratégia espacial.

LEIA TAMBÉM: