Brasil

Porto Alegre volta a registrar alagamentos e nível do Guaíba se aproxima da cota de alerta

As inundações, de acordo com o MetSul Meteorologia, são causadas pelo grande volume de água que não consegue ser drenado rapidamente

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos  (MetSul Meteorologia/Divulgação)

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos (MetSul Meteorologia/Divulgação)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 19 de junho de 2024 às 14h05.

Última atualização em 19 de junho de 2024 às 14h05.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

Após as fortes chuvas no Rio Grande do Sul, a cidade de Porto Alegre voltou a registrar pontos de alagamento nesta quarta-feira, 19. As inundações, até o momento, não têm relação com a elevação do nível do Guaíba. De acordo com o MetSul Meteorologia, elas tem sido causadas pelo grande volume de água que não consegue ser drenado rapidamente.

Apesar de ter se elevado e estar próximo à cota de alerta, o nível do Guaíba estava em 3,11 até a última atualização da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do estado. De acordo com projeções do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH), a elevação do Guaíba deve continuar até esta quinta-feira, 20. A última vez que a cota de alerta havia sido atingida (3,15 metros) foi no dia 7 de junho.

A cota de inundação, capaz de gerar alagamentos de grandes proporções, é de 3,60 metros. Essa marca não é atingida desde o dia 3 de junho. O Guaíba atingiu o seu pico histórico no dia 6 de maio, quando o nível chegou a 5,33 metros. O menor valor medido deste então foi 2,48cm, na última sexta-feira, 14.

Segundo a prefeitura, a cota de alerta não representa risco iminente de avanço das águas sobre a região central da cidade.

— As previsões apontam para aumento dos níveis do Guaíba, podendo passar da cota de alerta nos próximos dias. A subida devido a elevada precipitação ocorrida no final de semana e vento sul na segunda-feira. A previsão atual não indica cheia extrema como no mês de maio, mas é necessário atenção para as chuvas previstas para os próximos dias — aponta Rodrigo Paiva, pesquisador do IPH.

Os rios afluentes ao Guaíba, que apresentavam uma redução lenta dos níveis na semana passada, mostraram uma rápida elevação nesta semana. Atualmente, o rio Caí (Feliz) está acima da cota de inundação. Já os rios Taquari, Jacuí e Gravataí chegaram a ficar acima da cota de alerta. Segundo o boletim do IPH, o nível da água pode começar a baixar até sexta-feira, 21.

Acompanhe tudo sobre:Enchentes no RSRio Grande do SulChuvasPorto Alegre

Mais de Brasil

BNDES divulga edital de concurso com salário inicial de R$ 20.900; veja detalhes

Pré-candidatos tentam evitar 'palavras-mágicas' para não serem punidos por campanha antecipada

Após prestigiar Boulos, Lula só deve participar de mais uma convenção de candidatos; saiba qual

No Brasil para o G20, secretária do Tesouro dos EUA discutirá economia e geopolítica

Mais na Exame