O polêmico Carlos Marun toma posse como ministro

ÀS SETE - O estilo combativo que utilizava ao defender Cunha e Temer fez com que Marun se tornasse o principal integrante da “tropa de choque” de ambos

O polêmico deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) toma posse hoje como ministro da Secretaria de Governo, cargo responsável pela articulação política entre o Executivo e o Legislativo.

Um dos principais defensores do presidente Michel Temer (PMDB), Marun foi escolhido para o cargo em um momento difícil, em que a principal pauta do Planalto, a reforma da Previdência, corre o risco de fracassar e derrubar todo o “legado econômico” que o governo vinha, aos trancos e barrancos, tentando implementar.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Deputado de primeiro mandato eleito pelo Mato Grosso do Sul e formdo em engenharia e direito, o gaúcho Marun é um verdadeiro guardião do presidente.

Eles se aproximaram principalmente depois que o antigo protegido do ministro, o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi cassado.

Os laços se estreitaram ainda mais após a delação premiada dos executivos da JBS vir à tona, a qual classificou como “complô” contra o presidente.

Desde então, passou a ser frequentador assíduo do Planalto, o que só acontece com os parlamentares mais próximos do presidente.

O estilo combativo que utilizava ao defender Cunha e Temer fez com que Marun ficasse conhecido como principal integrante da “tropa de choque” de ambos – dos 513 deputados, apenas o agora ministro tomou o microfone para defender Cunha na sessão que resultou na cassação do ex-parlamentar.

Ele também era um dos únicos a aparecer para defender Temer nos dias mais complicados do governo, quando o presidente chegou a cogitar a renúncia.

Até por isso, mesmo adversários reconhecem a coragem de Marun. “Você está do lado errado, mas não é canalha”, disse Silvio Costa (Avante-PE) após a sessão da cassação de Cunha.

Com o anúncio da posse hoje, as artilharias de desafetos do governo já se voltaram para o ministro. “Na quinta-feira, com a posse de Carlos Marun, [Temer] completará o Primeiro Gabinete: o Gabinete Eduardo Cunha”, disse pelo Twitter o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL).

Sua primeira e mais importante missão é conhecida: a Previdência. “Michel Temer guardou-o para a prorrogação. Marun ajudará a coordenar a distribuição de cargos junto com Eliseu Padilha (chefe da Casa Civil) para que os partidos da base aliada “fechem questão” a favor da reforma”, diz Sérgio Praça, cientista político da FGV e colunista de EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais