Bolsonaro teve mais votos que em 2018 em 22 estados

Na região que é reduto do PT, atual presidente teve 1,3 milhão de votos a mais no primeiro turno que há quatro anos; Em RJ, SP e MG, candidato do PL perdeu apoio
Bolsonaro: presidenciável teve mais votos que em 2018 em 22 estados (Buda Mendes//Getty Images)
Bolsonaro: presidenciável teve mais votos que em 2018 em 22 estados (Buda Mendes//Getty Images)
A
Agência O Globo

Publicado em 03/10/2022 às 12:01.

Última atualização em 03/10/2022 às 12:46.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) somou mais votos, em números absolutos, na comparação com o primeiro turno de 2018, em 22 dos 27 estados. Ao todo, o candidato à reeleição teve 1,79 milhão de votos válidos a mais do que o contabilizado há quatro anos.

 Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Embora o presidente tenha permanecido na liderança na disputa pelo Planalto nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, o crescimento de Bolsonaro foi puxado por estados em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve melhor votação no pleito deste ano. Do total de novos votos neste ano, 1,3 milhão foram conquistados somente nos nove estados da Região Nordeste, tradicional reduto do PT em eleições presidenciais.

Em números absolutos, o estado com maior crescimento de apoiadores do candidato do PL foi o Pará. Na unidade federativa mais populosa da Região Norte, onde Lula também liderou a disputa para presidente, Bolsonaro teve 385 mil votos a mais que em 2018.

Em seguida, estão a Bahia, estado em que o atual presidente conquistou 322 mil votos a mais que há quatro anos, e o Ceará, onde o saldo é positivo em 316,7 mil votos. Em Pernambuco, Maranhão, Paraná e Mato Grosso, o presidente teve um salto de mais de 100 mil votos em cada estado.

Por outro lado, Bolsonaro teve menos adesão, na comparação com 2018, nos três maiores colégios eleitorais e em outros dois estados. No Rio, o candidato do PL teve 276 mil votos a menos. Em São Paulo, o saldo negativo é de 138 mil apoiadores. Rio Grande do Sul (-108,6 mil), Minas Gerais (-68 mil) e Distrito Federal (-26 mil) completam a lista.

LEIA TAMBÉM: