Venda de tablets cresce e a de PCs cai no terceiro trimestre

Foram comercializados 44,2 milhões de tablets durante o terceiro trimestre de 2020, 43% a mais do que no mesmo período de 2019

O mercado de tablets voltou a crescer durante a pandemia do novo coronavírus. O segmento que vinha em baixa nos últimos anos apresentou um forte crescimento de 43% durante o terceiro trimestre deste ano. Por outro lado, a pandemia também fez com que a venda de PCs tivesse queda 33% no mesmo período. Os dados são da consultoria Canalys.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

Ao todo foram comercializados 44,2 milhões de tablets no terceiro trimestre de 2020 contra 31,2 milhões de aparelhos no mesmo período do ano passado. A Apple, que lançou um novo iPad recentemente, lidera com 34,4% de participação no mercado e crescimento de 47% entre um ano e outro. A rival Samsung aparece na segunda posição com 20,5% do mercado, mas com um crescimento de 79,8% nos últimos doze meses. Huawei, Amazon e Lenovo completam a lista das cinco maiores.

O resultado não chega a ser uma surpresa. Dados da consultoria IDC já apontavam que as vendas dos tablets cresceram 18,6% no segundo trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a empresa, o crescimento na venda dos tablets em 2020, algo que reverte uma tendência de queda acumulada desde 2015, tem relação direta com a pandemia de covid-19. O aparelho eletrônico se tornou um substituto dos computadores em tarefas mais cotidianas e está em crescimento no setor profissional, principalmente no uso para atividades acadêmicas.

As vendas de computadores pessoais, por outro lado, registraram queda de 33% no trimestre. O mercado é liderado pela chinesa Lenovo, com uma fatia de 18,9% das vendas. A Apple aparece com 17,7% do mercado e observou um crescimento na venda de iMacs. É importante considerar que este estudo não leva em conta a venda de notebooks. Recentemente a fabricante da maçã lançou novos modelos MacBooks.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.