União Europeia pede que Netflix reduza qualidade de vídeos

Com muitas pessoas trabalhando de casa por causa do coronavírus, empresas e usuários devem fazer sua parte, diz comissário

A União Europeia pede que a Netflix e outras empresas de streaming de vídeos reduzam a qualidade de seus vídeos para evitar que a internet tenha falhas devido ao uso acima da média para trabalho remoto, em razão da quarentena global imposta pela propagação do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Thierry Breton, comissário da União Europeia, afirmou que as operadoras de plataformas de streaming, de telecomunicações e usuários devem ter “uma responsabilidade conjunta para tomar medidas que garantam o funcionamento fluído da internet durante a batalha contra a propagação do vírus”, de acordo com a CNN.

A recomendação para compahnias de streaming é mudar para uma resolução padrão quando a qualidade HD for considerada não necessária. Breton e o presidente global da Netflix, Reed Hastings, devem conversar nesta quinta-feira (19) sobre isso.

A Netflix informou que já ajustou a qualidade das suas transmissões de vídeos para a capacidade de rede disponível e que possui um sistema para transmitir filmes e séries de modo que estejam mais próximos dos usuários. Com isso, a empresa pode consumir menos banda de internet para levar os conteúdos audiovisuais aos assinantes.

À EXAME, a Netflix Brasil informou o seguinte: “Começamos com a Europa, dadas as preocupações relatadas pelo comissário sobre as redes europeias. Continuaremos a trabalhar com provedores de serviços de Internet e governos de todo o mundo e aplicaremos essas mudanças conforme necessário em outros lugares”.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE