Instagram e Messenger agora têm integração de mensagens

Novidade está disponível apenas para usuários selecionados, em fase de testes
Messenger e Instagram: plataformas poderão trocar mensagem uma com a outra sem a necessidade de baixar um novo aplicativo (Divulgação/Facebook)
Messenger e Instagram: plataformas poderão trocar mensagem uma com a outra sem a necessidade de baixar um novo aplicativo (Divulgação/Facebook)
Por Thiago LavadoPublicado em 30/09/2020 13:20 | Última atualização em 30/09/2020 13:40Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O plano do Facebook de unir suas diferentes plataformas e redes sociais está começando a sair do papel. A empresa anunciou nesta quarta-feira, 30, que vai integrar mensagens entre o Messenger e o Instagram. A novidade, por enquanto, está disponível apenas para alguns usuários.

Isso significa que não será mais necessário baixar um aplicativo novo e criar uma conta em uma das redes para poder responder a um contato. Por exemplo, alguém que tenha uma conta no Facebook poderá usar o Messenger para enviar ou responder um perfil no Instagram. Com essa mudança, as mensagens do Instagram — famosas DMs — passarão por uma reforma e vão receber uma série de funcionalidades que hoje estão presentes no Messenger, como mensagens que desaparecem, emojis customizados e cores do chat.

Usuários podem optar por rejeitar a função, no entanto. A data exata em que essa função será disponibilizada para todos os usuários ainda é incerta.

A mudança é parte de uma decisão que o Facebook havia anunciado em 2019, durante a F8, sua conferência para desenvolvedores. Na ocasião, houve uma mudança de postura na plataforma, que passou a apostar no conceito de conversas privadas ante o debate público que dominava até então. Mark Zuckerberg apresentou, diante de um letreiro que dizia "o futuro é privado", uma mudança de design na rede social, que passou a focar mais em grupos, conversas e menos em discussões no modelo de ágora digital.

Na época, muito se questionou sobre como as diferents plataformas de mensageria seriam integradas por causa das particularidades de cada uma delas, a criptografia do WhatsApp, por exemplo.

A estratégia parece estar funcionado a favor da rede social. Segundo um relatório com atualizações dos números do Facebook, divulgados pelo portal americano The Verge, as publicações em grupos cresceram 31,9% em um ano e o compartilhamento 15,6%.

A integração também pode ser uma maneira de o Facebook dominar o mercado de troca de mensagens nos Estados Unidos. Por lá, o Messenger é amplamente utilizado, junto com o iMessage, da Apple — diferente de outras regiões do mundo que migraram para o WhatsApp para evitar os altos custos das mensagens SMS. De acordo com a empresa, há 1 bilhão de usuários do Messenger atualmente.

Outras mudanças já estavam sendo anunciadas pela empresa com esse objetivo, como o Centro de Contas, que permite manejar diferentes logins nas diversas plataformas do Facebook. Um aplicativo para que pequenos negócioas possam usar perfis do Facebook, Instagram e Messenger também foi lançado em setembro deste ano.