Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

A trajetória do Jovem Nerd: de hobby à venda ao Magalu

Após 15 anos, um dos maiores podcasts do Brasil chega aos 800 episódios com Jovem Nerd e Azaghal no comando — e um império de criação de conteúdo com a Magazine Luiza por trás

“Começamos falando do mundo nerd, depois mudamos para falar sobre o mundo na visão dos nerds”, avalia Deive “Azaghal” Pazos, metade da dupla por trás do Jovem Nerd. Ao lado de Alexandre “Jovem Nerd” Ottoni, ambos se alegram ao afirmar: eles não precisam falar mais só do conteúdo dos outros.

Com quinze anos de experiência e desde abril deste ano com o apoio da Magazine Luiza, nem o céu é o limite para a empresa de conteúdo Jovem Nerd, responsável por um dos maiores podcasts do Brasil. Na última semana, o NerdCast chegou aos 800 episódios, o equivalente a 52 dias ininterruptos escutando Jovem Nerd e Azaghal, acompanhados sempre de amigos ou família, falando sobre diversos temas, que vão desde entretenimento e mundo geek até histórias pessoais e conversas sobre empreendedorismo.

Quando fundaram o Jovem Nerd, em 2005, Deive Azaghal e Alexandre Jovem Nerd faziam as publicações para o blog durante as madrugadas, equilibrando o hobby com outros empregos. Os dois eram administrador de motel e web designer em uma empresa multimídia, respectivamente.

A dupla é conhecida por ser pioneira na produção de podcasts no Brasil porque, ainda em 2005, descobriram o formato diferenciado e começaram o NerdCast. “Nós tivemos curiosidade porque era uma nova forma de mídia. Antes, só existia o texto”, explica Azaghal. A aposta foi certeira: em 2019, foi o terceiro podcast do mundo (e o primeiro no Brasil) a ultrapassar 1 bilhão de downloads

O momento que o passatempo se tornou uma carreira veio cerca de dois anos depois, entre 2007 e 2008, com uma parceria com o portal iG. “Agora era um job, porque toda sexta-feira tinha que ter NerdCast, porque tínhamos um contador para pagar [risos]. Foi nesse momento que teve a virada de chave. Vamos ter que pagar um contador para fazer um hobby, então não vai mais ser hobby”, relembra Azaghal.

De lá para cá, o universo Jovem Nerd nunca parou de crescer: a loja virtual NerdStore, o site de notícias NerdBunker e um canal no YouTube com 2.5 milhões de inscritos e três programas semanais (NerdOffice, Sr. K e NerdPlayer) são as principais vertentes da empresa além do NerdCast.

O segredo de Jovem Nerd e Azaghal? Nunca deixe todos os ovos em uma só cesta. “Na época dos blogs, todo mundo apostava no Google Ads”, relembra Azaghal. Foi só o Google fazer algumas alterações, conta ele, que a monetização de repente despencou. “Aprendemos nesse dia que não dava para se garantir em uma só fonte de receita e precisávamos diversificar.”

São inúmeras as tentativas, erros —  a dupla já tentou ter a própria rede social, por exemplo, o que eles descrevem como uma "má leitura do mercado" — e acertos em mais de uma década de criação de conteúdo. “Parece que temos uma presença perene na internet por conta de tantas frentes diferentes, mas isso na verdade é um conjunto de muita leitura e muito teste”, disse o Jovem Nerd. “É sobre estar inserido em um mercado, estar lendo o que está acontecendo e ir testando.”

Universo NerdCast

Toda sexta-feira desde 2005. Foi assim que, pouco a pouco, Azaghal e Jovem Nerd chegaram aos 800 episódios de NerdCast. Ao todo, são 1.267 horas, 45 minutos e 24 segundos de episódios e um total de 1.4 bilhão de downloads.

Entre todo o conteúdo NerdCast, a dupla afirma que os episódios de RPG são os de maior destaque. Um “role-playing game” é um jogo em que os jogadores assumem papeis de personagens e desenvolvem a história da partida juntos. “Decidimos gravar e sonorizar como se fosse um filme em áudio e fomos construindo essas histórias através dos anos”, conta o Jovem Nerd.

Assim como o podcast, a dupla começou o conteúdo de RPG antes de ele se tornar uma febre em podcasts, lives de streaming do Twitch e até no próprio YouTube. O sucesso do RPG NerdCast foi tão grande que o personagem de Azaghal, Ozob, foi parar no jogo Cyberpunk 2077. “Alcançou um status global. Hoje, vendemos merchandising dos personagens que criamos.”  

Mas, não é só RPG que faz o universo NerdCast prosperar. Além do podcast de Azaghal e Jovem Nerd, todo mês saem novos episódios dos programas “Lá do Bunker” e “Caneca de Mamicas”, o último estrelado pelas irmãs Andreia Pazos e Agatha Ottoni, as parceiras (tanto na carreira quanto no amor) de Azaghal e Jovem Nerd, respectivamente.

O Jovem Nerd também produz episódios tailor made que se comunicam com marcas e clientes. Algumas destas parcerias tem mais de 7 anos, e abordam temas variados: Nerdcast Empreendedor (empreendedorismo); NerdTech (tecnologia); Speak English (inglês); NerdCash (mercado financeiro); GeneraCast (genética, DNA e ancestralidade) e o Papo de Parceiro, voltado para o Marketplace Magalu.

“Os NerdCasts tailor made surgiram justamente para não massacrar a linha principal do NerdCast. A gente já falava de empreendedorismo e tecnologia no programa, mas era a cada seis meses. Quando tivemos a possibilidade de trazer marcas para falar disso com mais recorrência, decidimos criar um programa separado, porque nem todo mundo que escuta se interessa sobre o tema.”

Jovem Nerd e Magazine Luiza

Em abril de 2021, a Magazine Luiza anunciou a compra do Jovem Nerd, mais uma aquisição com o objetivo de ampliar sua presença digital. Para Jovem Nerd e Azaghal, a meta da negociação era poder focar mais na produção de conteúdo e menos no controle administrativo. A dupla chegou a soltar um vídeo para o público comemorando a aquisição: “Estamos num foguete chamado Magalu!”, exaltou o Jovem Nerd. 

O valor da venda não foi divulgado por nenhuma das partes, mas Azaghal revelou, em entrevista à EXAME, que apenas o NerdCast cresceu 64% em faturamento em relação ao mesmo período no ano anterior. Outras informações de balanço da empresa também foram mantidas em privado. Em seu balanço patrimonial, a Magalu citou a compra junto de outras no período, como o e-commerce KaBum! e o portal CanalTech para fornecer "experiência de compra, conteúdo e entretenimento completa para os amantes de tecnologia e games".

Agora, em outubro, as marcas ainda trabalham na integração. “Tem sido incrível. Óbvio, o foguete precisa de bastante trabalho para decolar [risos], mais do que a gente imaginou”, conta o Jovem Nerd. “Crescemos a quantidade de conteúdo em 2021 graças a essa união, mas não entregamos tudo que planejamos. Conectar duas empresas, dois universos, não é apertar um botão. Estamos planejando para que todos os processos de administração estejam conectados nessa sinergia.”

Além da publicação dos atrasados (e muito antecipados pelo público) episódios de RPG, a equipe Jovem Nerd planeja continuar desenvolvendo sua parceria com o Spotify, que deve sair em breve, e também uma vertical de jogos eletrônicos e de tabuleiros. “Também temos intenção de ir para plataformas de streaming e cinema um dia. Nós queremos levar nossas propriedades intelectuais para outras mídias mais mainstream”, disse Azaghal.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também