Facebook considera integrar WhatsApp ao Messenger, descobre desenvolvedor

Usuário do Twitter fez um teste e descobriu "spoiler" do que pode ser a futura integração do Messenger com o WhatsApp; opção deve ser totalmente opcional

Após integrar o Instagram ao Messenger, o Facebook ainda não se cansou e pode estar pensando em fazer o mesmo para usuários do WhatsApp mesmo após milhares de usuários migrarem para o Telegram e o Signal no começo do ano depois da mudança na política de privacidade do aplicativo, Zuckerberg aparenta estar otimista com seu sonho de integração.

Os rumores começaram quando o desenvolvedor Alessandro Paluzzi descobriu indícios do código do WhatsApp no aplicativo do Messenger para Android em julho de 2020. De acordo com Paluzzi, a ideia parece semelhante ao que aconteceu com o Instagram: um usuário só com conta no Messenger pode conversar com usuários que só tem conta no WhatsApp ou no Instagram, por exemplo, sem qualquer barreira.

Nesta segunda-feira (19), Paluzzi achou outra pista. Ele conseguiu fazer com que o Messenger reconhecesse uma conversa via WhatsApp em seu aplicativo, o que não é uma prova de que os dois aplicativos já estão conectados, mas sim de como o visual deve ficar quando (e se) a nova ferramenta sair.

De acordo com o WBI, site de notícias que foca apenas no WhatsApp, a novidade será totalmente opcional quando chegar. No Brasil, o aplicativo é usado por 160 milhões de brasileiros.

Por enquanto, a integração Instagram-Messenger continua firme e forte, com 10 novos recursos sendo disponibilizados nesta última quinta-feira (15). Agora, usuários podem participar de videochamadas e assistir vídeos do Watch ou do IGTV simultaneamente pela ligação.

Outras novidades mais divertidas, como fundos e mensagens personalizadas e as "figurinhas de selfie", recurso para criar figuras com fotos próprias, também estão disponíveis.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.