Consumidores fazem fila para comprar iPad na Inglaterra

Além do Reino Unido, a Apple começou a vender seu tablet em outros oito países

Londres - O iPad começa a ser vendido nesta sexta-feira no Reino Unido e em outros oito países, e muita gente não quis esperar nem mesmo a abertura da loja Apple no centro de Londres, onde a fila virava a esquina.

Alguns passaram a noite fazendo fila porque queriam ser os primeiros a adquiri-lo, informa a "BBC". É o caso de Sean Bishop, que foi o primeiro a chegar à loja Apple da cidade de Bristol. "Esperei o lançamento desde que o anúncio, em janeiro, pois acho que o iPad mudará a forma como as pessoas utilizam os computadores", declarou à "BBC".

As lojas Apple britânicas abriram uma hora antes do normal, nesta sexta-feira, às 8h locais (4h em Brasília), para contentar os mais ansiosos. A febre pelo iPad chega à Europa depois que mais de um milhão de unidades foram comercializadas nos Estados Unidos desde o começo das vendas, há 28 dias.

Os mais prevenidos encomendaram seus tablets pelo correio para não ficarem sem, mas a Apple advertiu na quinta-feira que houve atrasos na fabricação, e alguns terão que esperar. No entanto, já há pessoas que ainda na quinta-feira receberam o iPad em casa, sem filas nem espera, um dia antes de seu lançamento.

No Reino Unido, os preços de venda oscilam entre 429 libras (505 euros), para o tablet de 16 GB de capacidade, e 699 libras (823 euros) para o de 64 GB. O aparelho, que tem uma espessura de 1,34 centímetros, pesa 680 gramas e tem dez horas de autonomia, lembra o iPod Touch, mas em versão gigante e com tela colorida sensível ao toque de 9,7 polegadas.

Cômodo, do tamanho de um livro, o iPad permite jogar, navegar pela internet, ler, ver fotos, vídeos, filmes e escutar música. Assim como o iPod, seu irmão menor, tem conexão direta com as lojas de música e aplicações de propriedade da Apple, a empresa de Steve Jobs.

No entanto, a grande novidade do iPad é o iBooks, loja de livros eletrônicos. No entanto, só estão disponíveis títulos gratuitos não sujeitos a direitos autorais, enquanto a empresa negocia acordo com as editoras.

Há duas versões de iPad disponíveis, uma só utiliza a conexão wi-fi para se conectar à internet, enquanto a outra oferece acesso por wi-fi e por 3G. Os principais provedores móveis do Reino Unido - Vodafone, Orange, O2 e Three - já definiram as tarifas para a versão 3G do iPad, que precisa de um cartão SIM (chip) à parte para poder conectar-se à internet.

Além do Reino Unido, o iPad começa a ser vendido nesta sexta na Alemanha, Austrália, Canadá, Espanha, França, Itália, Japão e Suíça, e durante o mês de julho estará disponível na Áustria, Bélgica, Holanda, Hong-Kong, Irlanda, Luxemburgo, México e Cingapura.

Leia outras notícias sobre iPad ou a Apple

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.