Na Coreia do Norte há apartamentos de luxo para todos? Não é bem assim

Para muitas pessoas, morar em uma cobertura é um sonho, mas na Coreia do Norte nem tanto
Desertores dizem que os elevadores e eletricidade não são confiáveis e o abastecimento de água é precário (Pablo Bonfiglio/Getty Images)
Desertores dizem que os elevadores e eletricidade não são confiáveis e o abastecimento de água é precário (Pablo Bonfiglio/Getty Images)
Por Da redação, com agênciasPublicado em 15/04/2022 15:20 | Última atualização em 15/04/2022 15:52Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, está construindo apartamentos aparentemente glamorosos na capital, Pyongyang, sendo o mais recente um prédio de 80 andares concluído esta semana.

Para muitas pessoas, morar em uma cobertura é um sonho, mas na Coreia do Norte nem tanto.

Desertores norte-coreanos dizem que os elevadores e eletricidade não são confiáveis e o abastecimento de água é precário, o que historicamente significa que poucas pessoas queriam morar na cobertura dos prédios.

VEJA TAMBÉM: Kim Jong-un chora ao pedir perdão por fracasso

"Na Coreia do Norte, os pobres vivem em coberturas em vez dos ricos, porque os elevadores geralmente não funcionam corretamente e não podem bombear água devido à baixa pressão", disse o desertor Jung Si-woo à Reuters.

Jung contou que morava no terceiro andar de um prédio de 13 andares que não tinha elevador, enquanto um amigo que morava no 28º andar de um bloco de 40 andares nunca havia usado o elevador porque não estava funcionando.

Crise econômica

Kim Jong-un prometeu melhorar a qualidade da construção da Coreia do Norte e já construiu dezenas de milhares de novos apartamentos.

Sua economia foi prejudicada por fechamentos autoimpostos de fronteiras contra o covid-19, desastres naturais e sanções internacionais por seus programas de armas nucleares e mísseis balísticos, que os Estados Unidos dizem que retiram recursos limitados para atender às necessidades das pessoas.

Na quarta-feira, a mídia estatal disse que os primeiros 10.000 novos apartamentos foram concluídos em Pyongyang, de uma meta de 50.000, e divulgou a velocidade de sua conclusão, incluindo o arranha-céu de 80 andares.

Os trabalhadores "garantiram a qualidade da construção" e os novos apartamentos e outros prédios destinados à educação, saúde pública e serviços de bem-estar ajudariam ainda mais a tornar a capital uma cidade "em primeiro lugar", disse a agência de notícias estatal KCNA.

Na quinta-feira, a mídia estatal mostrou Kim inaugurando outro conjunto habitacional, desta vez para membros da elite, incluindo um famoso âncora de TV.

Eram prédios baixos, cada um com apenas alguns andares de altura.

VEJA TAMBÉM

Maior cometa já observado segue em direção à Terra; veja vídeo

Pedido de socorro é achado no mar e náufragos são salvos em ilha no Pará

Empresário que fatura R$ 749 mil por mês dá dicas para começar empreender

4 práticas diárias para melhorar sua resiliência e saúde mental