Leilão de Tiranossauro Rex é cancelado após denúncia sobre a autenticidade do fóssil

Dono de dinossauro Shen teria comprado réplicas de outro esqueleto de empresa americana
O esqueleto, de 1.400 quilos e apelidado de "Shen", seria leiloado a partir de sexta-feira (ROSLAN RAHMAN/AFP/Getty Images)
O esqueleto, de 1.400 quilos e apelidado de "Shen", seria leiloado a partir de sexta-feira (ROSLAN RAHMAN/AFP/Getty Images)
A
Agência O GloboPublicado em 21/11/2022 às 17:38.

A casa de leilões Christie's cancelou a venda de um esqueleto de Tiranossauro Rex em Hong Kong, porque seu proprietário decidiu alugá-lo para um museu, informou a empresa nesta segunda-feira, 21.

A decisão vem após denúncias sobre a autenticidade do exemplar terem sido feitas por uma empresa dona de um exemplar de dinossauro semelhante.

O esqueleto, de 1.400 quilos e apelidado de "Shen", seria leiloado a partir de sexta-feira, afirmou a Christie's, sem informar a estimativa de preço, ou a identidade do vendedor.

"O proprietário decidiu alugar o espécime para um museu para que o exponha ao público", disse Edward Lewine, porta-voz da casa de leilões em um comunicado.

Vários paleontólogos criticaram essa venda e também surgiram dúvidas sobre a autenticidade do fóssil. Ainda segundo o comunicado da casa de leilões, a peça se "beneficiaria de um estudo mais aprofundado.”

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

"Shen", que tem 4,6 metros de altura e 12 metros de comprimento, é um macho adulto que viveu há pelo menos 67 milhões de anos. Foi descoberto em 2020 em Montana, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal The New York Times, os documentos de venda não afirmam claramente que Shen foi reconstituído, parcialmente, com réplicas de ossos procedentes de outro dinossauro.

Segundo a mesma fonte, porém, foram observadas semelhanças entre o crânio de "Shen" e o de "Stan", outro Tiranossauro Rex leiloado em 2020 pela Christie's por US$ 31,8 milhões. Nenhum dos dentes do dinossauro posto a venda, por exemplo, é original.

Além disso, o detentor dos direitos de propriedade intelectual de "Stan", o Black Hills Institute of Geological Research, revelou que o dono de "Shen" comprou dele réplicas do esqueleto de seu dinossauro.

"Eles estão usando Stan para vender um dinossauro que não é Stan. É uma enganação", disse Peter Larson, presidente da Black Hils.

Segundo especialistas, é extremamente raro encontrar um esqueleto completo de dinossauro. Um tiranossauro tem cerca de 380 ossos ao todo, mas, de acordo com a Christie's, apenas 80 dos que compõem o esqueleto "Shen" são originais.

Steve Brusatte, um paleontólogo da Universidade de Edimburgo, chamou o projeto de venda "Shen" de "má notícia para a ciência".

"É triste que os dinossauros estejam se tornando um item de colecionador para a classe oligárquica", disse Brusatte à AFP.

Para o paleontólogo americano Thomas Carr, essas vendas são "indiscutivelmente prejudiciais para a ciência".

LEIA TAMBÉM:

Luz mais brilhante do universo pode estar ligada à formação de buraco negro

Arca de Noé gigante serve de vitrine para criacionistas dos EUA

Veja Também

Quadro de Andy Warhol é vendido por R$ 464 mi em leilão
Casual
Há uma semana • 2 min de leitura

Quadro de Andy Warhol é vendido por R$ 464 mi em leilão