Emprego público no Reino Unido registra queda recorde

Queda de 111 mil postos no segundo trimestre foi a maior desde que os registros foram iniciados em 1999

Londres - O número de pessoas empregadas pelo setor público do Reino Unido caiu 111 mil no segundo trimestre, para 6,04 milhões, a maior queda desde que os registros foram iniciados em 1999. Em relação ao segundo trimestre do ano passado, a queda foi de 240 mil, também retração recorde, segundo informações divulgadas hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas.

A contração no número de empregados pelo setor público provocou elevação de 80 mil no total de desempregados no Reino Unido nos três meses até o final de julho, para 2,51 milhões. A taxa de desemprego subiu 0,3 ponto porcentual no período, para 7,9%.

O número de pessoas pedindo auxílio-desemprego subiu 20,3 mil em agosto, abaixo da alta de 35 mil prevista pelos economistas. O ganho médio, excluindo bônus, subiu 2,1% nos três meses até julho, de alta de 2,2% nos três meses até junho. As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.