Mercado esvazia prateleiras e mostra o que sobra se há racismo

Rede Edeka de Hamburgo resolveu falar sobre xenofobia e imigrantes e mostrou o que sobra nas prateleiras
 (Twitter/Reprodução)
(Twitter/Reprodução)
G
Guilherme DearoPublicado em 24/08/2017 às 11:25.

São Paulo - Se você tirar todos os produtos e marcas estrangeiras, o que sobra em uma prateleira de supermercado? Pouca coisa.

Um supermercado na Alemanha resolveu levar a experiência adiante para se posicionar contra o racismo e a xenofobia: esvaziou as suas prateleiras, só deixando o que era realmente alemão.

Os consumidores foram pegos de surpresa. Não havia quase nada.

A iniciativa foi da Edeka, maior rede de mercados da Alemanha. A ação aconteceu em Hamburgo e deve ser seguida por outras etapas de comunicação.

Em frente às prateleiras vazias, placas como "Essa prateleira é bem chata sem diversidade" e "Tão vazia é uma prateleira sem estrangeiros".

Outras placas diziam "Nossa amplitude agora conhece fronteiras" e "Seremos mais pobres sem diversidade".

A ação vem em um momento de intenso debate na Europa sobre imigração e refugiados.

Veja imagens do mercado: