ESPN ampliará programas de futebol americano após Super Bowl

O resultado de audiência do Super Bowl foi considerado tão bom que a partir de 2014 o futebol americano ganhará espaço o ano todo na programação da ESPN
 (EXAME.com)
(EXAME.com)
S
Samuel Possebon

Publicado em 06/02/2014 às 15:32.

Última atualização em 22/02/2019 às 17:10.

Nova York - A aposta de vários anos da ESPN nas transmissões do futebol americano para o Brasil, tanto do campeonato universitário quanto, sobretudo, da liga profissional, a NFL, tem dado resultados que animam a programadora.

No último domingo, aconteceu o ápice da modalidade, que é o Super Bowl, a final da NFL, e o resultado foi considerado extremamente positivo, com uma audiência superior à do ano passado (0,67 ponto, ou 20% a mais de pessoas assistindo). Na faixa de 18 a 24 anos, a audiência foi de 1,13 pontos.

No geral, o jogo deu a quinta maior audiência entre os canais pagos exibidos no Brasil. A média de pessoas assistindo aos jogos durante a temporada foi de 123 mil expectadores, contra 53 mil em 2013, segundo dados da própria programadora calculados a partir do Ibope.

O resultado foi considerado tão bom que a partir de 2014 o futebol americano ganhará espaço o ano todo na programação da ESPN.

O canal negociou com a NFL os direitos para exibir jogos e imagens de acervo ao longo do ano, deverá desenvolver uma programação dedicada para isso até setembro, quando começa a temporada normal do esporte, e pretende exibir mais jogos.

Hoje são transmitidos apenas alguns jogos de quinta, domingo e segunda, mas a ESPN quer aumentar essa exposição, usando seus diferentes canais.

Curiosamente, nos EUA a ESPN não tem os direitos do Super Bowl, já que apenas as redes abertas podem participar do leilão realizado periodicamente para a sua transmissão.

Este ano, coube à Fox (que nos EUA é uma rede aberta) o papel de transmitir o evento. Internacionalmente, contudo, a ESPN investe forte no esporte, sobretudo América Latina.

O Superbowl é o maior evento esportivo anual da TV norte-americana e gira cifras astronômicas, além da maior audiência da TV. Nas cidades em que o evento é realizado, a mobilização é similar a de uma Copa do Mundo.

Este ano, em Nova York, o fluxo de turistas para acompanhar a partida entre Denver Broncos e Seattle Seahawks foi considerado um dos maiores da história do evento, e a audiência foi recorde.