Taesa (TAEE11) anuncia pagamento de R$ 800 mi em dividendos

Os dividendos serão pagos a partir do dia 31 de maio de 2022 com base na posição acionária do dia 9 de maio de 2022.
Taesa (TAEE11): Anuncia pagamento de dividendos pro dia 31 de maio. (Getty Images/Reprodução)
Taesa (TAEE11): Anuncia pagamento de dividendos pro dia 31 de maio. (Getty Images/Reprodução)
T
Tales Ramos

Publicado em 04/05/2022 às 14:56.

Última atualização em 04/05/2022 às 15:01.

A Taesa (TAEE11) informou na última terça-feira (3) que vai pagar R$ 800,29 milhões em dividendos.

A decisão foi tomada pela Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Taesa, que se reuniu no dia 28 de abril.

Os dividendos serão pagos a partir do dia 31 de maio de 2022 com base na posição acionária do dia 9 de maio de 2022.

Os mesmos serão transacionados por um valor de aproximadamente R$ 0,77 reais por ação ou R$ 2,32 por unit.

O comunicado informou que as ações e units passarão a ser negociadas "ex-dividendos" a partir do dia 10 de maio na B3.

A proposta foi apresentada em AGO e foi aprovada pelos acionistas para a destinação do resultado do exercício do ano passado.

Resultados da Taesa (TAEE11) em 2021

A companhia de transmissão de energia registrou uma queda de 38,7% na receita líquida do 4T21, que foi de 717,0 milhões, contra os R$ 1,168 milhões do 4T20.

Em 2021, esse valor foi de R$ 3,4 bilhões, contra os R$ 3,5 bilhões de 2020, uma queda de 2,5%.

A companhia de transmissão de energia registrou uma queda de 43,6% no lucro líquido do 4T21 em comparação com o 4T20;

Entre outubro e dezembro do ano passado, o lucro líquido foi de apenas R$ 423,1 milhões.

Segundo a Teasa, a baixa dos resultados foi provocada por investimentos menores nos empreendimentos de construção, que estão na sua fase final

Além disso, a distribuidora também citou o aumento de despesas líquidas e o impacto da alta do índice de Preços do Consumidor Amplo (IPCA) e do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) nas correções monetárias.

A receita líquida do quarto trimestre do ano passado também esteve em baixa, fechando aos R$ 717 milhões, uma queda de 38,7% do quanto registrado no 4T20.

No acumulado de 2021, a Taesa registrou um lucro liquido de R$ 2,2 bilhões, em queda de 2,2% em relação ao resultado obtido no ano anterior.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) foi de R$ 2,67 bilhões em 2021 contra R$ 2,37 bilhões em 2020.

A Teasa informou que vai divulgar seus resultados do 1T22 no dia 16 de maio.