Invest

Por que as ações da Tesla estão subindo mesmo após o lucro desabar 55%?

Elon Musk disse que "acredita que o 2º trimestre será muito melhor"

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 24 de abril de 2024 às 06h44.

A Tesla relatou uma queda de 9% na receita do primeiro trimestre na comparação anualizada - US$ 21,3 bilhões -, pior do que as estimativas dos analistas, que esperavam algo em torno de US$ 22,3 bilhões.

As ações, porém, saltaram 13% ao longo das negociações da terça-feira depois que Elon Musk disse que a montadora poderia começar a fabricar modelos elétricos mais baratos já em 2025, antes que o esperado. Musk já havia dito que tinha abandonado essa ideia.

Já o lucro líquido caiu 55%, de US$ 2,51 bilhões, ou 73 centavos por ação, um ano atrás, para US$ 1,13 bilhão, ou 34 centavos por ação, no primeiro trimestre deste ano comparando com o mesmo período de 2023.

Musk falou na call com investidores que tem planos para produzir novos modelos "no começo de 2025 ou até no final de 2024" depois das previsões iniciais de que essa produção só começaria no segundo semestre do ano que vem. O bilionário sul-africano também destacou os investimentos em inteligência artificial e disse que a empresa está em negociações com "uma grande montadora" para licenciar seu sistema de assistência automatizada ao motorista.

Apesar do aumento no preço das ações ao longo do dia, os papéis da Tesla neste ano já se desvalorizaram mais de 40%, atingindo seu menor valor desde janeiro de 2023. Investidores estão preocupados com as entregas fracas e a concorrência com empresas chinesas, que produzem modelos mais baratos do que a empresa de Elon Musk. No início do mês, a Tesla relatou uma queda de 8,5% na entrega de veículos na comparação ano a ano no primeiro trimestre.

A Tesla falou que pretende "utilizar plenamente" sua capacidade de produção atual e alcançar "mais de 50% de crescimento em relação à produção de 2023" antes de investir em novas linhas de fabricação.

Depois de discutir os desafios operacionais no primeiro trimestre, incluindo interrupções na cadeia de suprimentos do Mar Vermelho, Elon Musk disse que "acredita que o 2º trimestre será muito melhor".

Acompanhe tudo sobre:elon-muskTeslaCarros elétricos

Mais de Invest

Dólar sobe em linha com juros de Treasuries à espera de ata do Fed

Suzano (SUZB3) confirma pela primeira vez interesse em compra da International Papel

Target lucra menos que o esperado no 1º trimestre fiscal; no pré-mercado, ação tomba 8%

Ibovespa abre em queda à espera de Ata do Fed e dados fiscais do Brasil

Mais na Exame