Acompanhe:

Jack Ma estaria prestes a ceder o controle da fintech Ant Group

O fundador do Alibaba está sob pressão por parte das autoridades chinesas, que chegaram a interromper o IPO da Ant Group em 2020

Jack Ma (Jack Ma/Exame)

Jack Ma (Jack Ma/Exame)

C
Carlo Cauti

Publicado em 28 de julho de 2022, 10h00.

O bilionário chinês Jack Ma, fundador da Alibaba (BABA34), estaria prestes a ceder o controle da Ant Group, a maior fintech da China.

A decisão de Ma teria sido provocada pela intensa pressão por parte das autoridades chinesas, que chegaram a bloquear a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Ant Group em novembro de 2020.

A operação iria movimentar mais de US$ 37 bilhões na Bolsa de Xangai, avaliando a fintech em US$ 300 bilhões, mas foi interrompida por "questões significativas" apontadas pelos reguladores.

Alguns dias antes do IPO fracassado de 2020, Jack Ma tinha pronunciado um discurso cheio de críticas contra as autoridades chinesas.

Após isso, Ma desapareceu por semanas, chegando a gerar boatos que tivesse sido preso pelas próprias autoridades de Pequim.

Desde então, Ma mantêm um baixo perfil, diferente de seu caráter extrovertido e carismático que o tornou um ícone do panorama tecnológico da China.

Agora, o governo de Pequim está forçando a Ant Group a se reorganizar como holding financeira regulada pelo Banco Central da China.

A empresa controla a rede de pagamentos Alipay e tem mais de um bilhão de usuários, se tornando a maior plataforma do mundo de microempréstimos.

A Ant Group é controlada pela Alibaba, que possui 33% das ações da empresa.

Fundador do Alibaba (BABA34) sob pressão

A própria Ant Group informou as autoridades chinesas sobre a intenção de Ma de ceder o controle, mesmo se esse não foi um pedido explícito por parte do governo chinês.

A comunicação ocorreu pois as empresas chinesas são obrigadas a indicar sua estrutura de propriedade quando se candidatam a se tornar holdings financeiras.

Jack Ma não tem cargos executivos na Ant Group, nem faz parte de seu conselho. Entretanto, ele continua o controlador da empresa, com 50,52% dos direitos de voto, mesmo possuindo apenas 10% das ações.

Entre as possibilidades para ceder o controle da empresa, Ma poderia abrir mão de seu controle transferindo parte de seu poder de voto para outros funcionários da Ant, incluindo o CEO Eric Jing.

Entretanto, a pressão das autoridades chinesas também está aumentando em relação aos executivos da Ant Group. Por exemplo, muitos executivos do Anto Group, entre os quais o próprio Jing, foram forçados a renunciar a suas participações societárias no Alibaba.

Uma mudança no controle da Ant Group pode retardar os planos de retomar o tão esperado IPO, já que o mercado de ações da China exige que as empresas esperem três anos após uma mudança no controle para serem listadas. 

Ma deixou o cargo de CEO da Alibaba em 2013 e o de presidente em 2019, quando se aposentou da empresa. Atualmente ele detém menos de 5% das ações do Alibaba.